FCB Advogados integra duas novas associadas

Sara M. Rodrigues e Sofia Ferreira Enriquez são os mais recentes reforços da firma FCB Advogados, enquanto associadas coordenadoras.

A sociedade FCB Advogados integrou na sua estrutura Sara M. Rodrigues e Sofia Ferreira Enriquez, enquanto associadas coordenadoras do escritório de Lisboa.

Sara M. Rodrigues vai assumir a coordenação da equipa de direito da concorrência e da União Europeia. Antes de integrar a FCB, foi jurista sénior no departamento de práticas restritivas da Autoridade da Concorrência, onde exerceu funções durante doze anos. A advogada possui uma vasta experiência na coordenação e realização de diligências de busca e apreensão, na instrução de processos contraordenacionais (abusos, cartéis, entre outros) e compliance.

Sofia Ferreira Enriquez vem reforçar as áreas de direito civil e contencioso. Com 20 anos de experiência em advocacia, desenvolveu a sua prática nos setores dos seguros, direito marítimo e dos transportes em geral, contratos, comércio internacional, regulação, compliance e life sciences, representando empresas líderes de mercado, a nível nacional e internacional. Representou diversas entidades em setores de referência, tanto em novos projetos, contratos e negociação, como em ações judiciais, contraordenacionais ou arbitrais ou em assuntos regulatórios. Elaborou ainda propostas legislativas em procedimentos legislativos organizados pelo World Bank.

“A integração destas duas novas associadas na FCB representa o foco estratégico da sociedade em fortalecer a sua equipa com profissionais de qualidade que permitam prestar um serviço cada vez melhor aos nossos clientes”, nota Gonçalo da Cunha, co-managing partner.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

FCB Advogados integra duas novas associadas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião