Talkdesk abre escritório em Oeiras. Vai contratar 100 novos trabalhadores

A empresa que foi recentemente distinguida pela Forbes como uma das 100 melhores na cloud a nível mundial, quer contratar 100 pessoas nas áreas de cloud, software e IA.

A Talkdesk quer reforçar a sua presença a área da Grande Lisboa com a abertura de um novo escritório em Oeiras. A empresa já anunciou que vai contratar 100 pessoas até ao final do ano nas áreas da cloud, software as a service e inteligência artificial (IA).

“É em Portugal que é desenvolvido o nosso software e queremos reforçar o nosso compromisso para com o talento nacional e para com a tecnologia e a inovação”, diz Marco Costa, diretor-geral da Talkdesk para a região EMEA, em comunicado. Neste sentido, vai abrir um novo escritório em Oeiras.

Este é o quinto escritório da Talkdesk em Portugal e vem reforçar a ambição de continuar a apostar na componente de I&D. Em 2019, a Talkdesk abriu um laboratório de inovação em Coimbra e Aveiro, ambos focados em desenvolver novas soluções e produtos, e inaugurou um novo escritório no Porto.

“Ao instalarmo-nos em Oeiras, ecossistema tecnológico de referência na periferia de Lisboa, aproximamo-nos do nosso objetivo de chegar aos 1.000 engenheiros até ao final deste ano”, acrescenta o responsável.

“A trajetória de crescimento mundial do negócio da Talkdesk exige o reforço da equipa para fazer face aos desafios inerentes a este processo e permitir que continuemos a construir o futuro do setor”, acrescenta, anunciando a intenção de contratar mais 100 pessoas até ao final deste ano. As candidaturas podem ser feitas no site da empresa.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Talkdesk abre escritório em Oeiras. Vai contratar 100 novos trabalhadores

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião