Mercadona abre loja de Aveiro a 16 de junho. Vai criar 60 empregos

A cadeia de supermercados espanhola já tem nova data para abrir 11.ª loja em Portugal, na cidade de Aveiro, depois de a data inicial ter sido adiada devido ao novo coronavírus. Vai criar 60 empregos.

A cadeia de supermercados espanhola Mercadona vai abrir a 11.ª loja em Portugal a 16 de junho, em Aveiro. A data de inauguração anteriormente prevista, para 24 de março, tinha sido adiada devido ao novo coronavírus.

O novo espaço no centro da cidade, na zona do antigo Matadouro, vai criar 60 postos de trabalho. O objetivo da Mercadona é abrir dez novas lojas até ao final deste ano.

“Aveiro é uma cidade dinâmica e cheia de vida onde queremos estar. Esta loja, a primeira de dez que pretendemos abrir em 2020, estreia-se com todas as condições de higiene e segurança que temos vindo a implementar para ‘chefes’ e colaboradores. Queremos que as pessoas se sintam seguras a fazer as suas compras e que saiam satisfeitas desde o primeiro dia”, refere Inês Santos, diretora de relações externas centro e sul de Portugal, citada em comunicado.

A empresa garante que o regresso será feito com todas as medidas de segurança dentro das suas lojas: desinfeção e limpeza, distâncias de segurança e lotação controlada; máscaras, óculos de proteção, luvas e gel desinfetante para todos os colaboradores, assim como proteções de acrílico nas caixas de pagamento. Os clientes terão disponível gel desinfetante e luvas na entrada da loja, e papel para desinfetar o manípulo do carrinho de compras.

Em 2019, a Mercadona já tinha entrado no distrito de Aveiro, com a abertura das lojas de Ovar e São João da Madeira.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Mercadona abre loja de Aveiro a 16 de junho. Vai criar 60 empregos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião