PRA cria nova Unidade Económica dedicada ao dano corporal

A "Unidade Económica do Dano Corporal" é a mais recente aposta da sociedade PRA-Raposo, Sá Miranda & Associados. Afonso Duarte, associado sénior, vai ficar responsável pela nova unidade económica.

A PRA-Raposo, Sá Miranda & Associados criou uma nova unidade económica, a “Unidade Económica do Dano Corporal”. Os escritórios da PRA contam já com as unidades de Entertainment, Farmácia e Medicamento e Transportes.

“Os direitos emergentes de danos corporais graves carecem, para a sua efetivação cabal, de um elevado nível de experiência e rigor na sua abordagem, uma vez que se encontram em constante evolução, por força da atividade legislativa, da prática jurisprudencial e da produção doutrinal”, refere a firma em comunicado.

Afonso Duarte, associado sénior da PRA, vai ficar responsável pela nova unidade económica, tendo desenvolvido a sua atividade ao longo dos anos nesta área, atuando em processos que envolvem danos corporais graves.

“O apoio e proximidade junto do cliente são a nossa prioridade, são o objetivo em que nos queremos focar com a criação desta Unidade Económica, tendo em conta o tipo de casos e as dificuldades que estes processos representam para quem os tem de enfrentar”, nota Afonso Duarte.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

PRA cria nova Unidade Económica dedicada ao dano corporal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião