1.113 milhões de euros em empréstimos à habitação. Estes são os bancos que oferecem melhor spread

O ECO identificou os spreads mínimos oferecidos por 15 instituições bancárias distintas. O Bankinter é aquele que tem, neste início de 2021, a melhor proposta para crédito à habitação.

1.113 milhões de euros. Foi este o valor que os bancos cederam aos portugueses, em novembro de 2020, para a aquisição de uma nova habitação, montante que excede todos os registados desde dezembro de 2019. Feitas as contas, é uma média diária de mais de 30 milhões de euros emprestados pelos bancos às famílias em créditos para a casa. Montantes avultados num contexto de juros baixos e de baixa de spreads.

Numa altura em que as famílias portuguesas estão a recorrer cada vez mais às instituições financeiras para comprarem casa, o ECO procurou os spreads mínimos oferecidos por um total de 15 bancos diferentes. Dados constantes nos preçários atualizados de cada uma destas instituições financeiras mostram que a margem mínima que os bancos exigem nos créditos à habitação se encontra entre os 0,95% e os 2%.

O Bankinter destaca-se pela positiva ao oferecer uma margem mínima de 0,95%. Isto é algo que já acontece desde setembro do ano passado, tendo a instituição optado, desde então, por manter o seu spread mínimo neste nível tão baixo. Efetivamente, desde 2010 que esta taxa não era fixada em valores tão reduzidos da parte de qualquer banco, tornando a oferta do Bankinter, atualmente, na mais competitiva do mercado.

Para além do Bankinter, outras instituições bancárias apresentam soluções de crédito à habitação que devem ser tidas em conta. Neste âmbito, o ActivoBank, o Crédito Agrícola, o Millennium BCP e o Santander destacam-se pelo seu spread mínimo de 1%.

De forma contrastante, e considerando apenas o leque dos bancos tidos em conta para esta análise, o BNI Europa e o Atlântico Europa são aqueles que apresentam as taxas mais elevadas. Neste início de 2021, o BNI Europa está oferecer créditos à habitação com uma margem mínima de 2%, ao passo que o Atlântico Europa está a disponibilizar um spread mínimo de 1,5%.

Mais perto do meio da tabela destacam-se o Banco Montepio, o Banco CTT, o EuroBic e o BPI, fixando a sua margem de lucro mínima nos 1,1%, com a instituição Abanca a oferecer uma proposta algo semelhante: 1,15%. Já a Caixa Geral de Depósitos disponibiliza um spread mínimo de 1,23%, estando muito próxima dos 1,25% propostos pelo Novo Banco e pelo Banco Best.

Correção: Por lapso, foi indicado que o EuroBic tinha um spread mínimo de 1,35% quando na realidade é de 1,10%.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

1.113 milhões de euros em empréstimos à habitação. Estes são os bancos que oferecem melhor spread

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião