Fundação José Neves já pagou propinas a 112 portugueses. Investiu 800 mil euros

Até ao final do ano, a FJN tem ainda 1,7 milhões de euros para investir no pagamento das propinas a jovens estudantes e profissionais que queiram continuar a aprender.

A Fundação José Neves (FJN), através do seu programa de bolsas reembolsáveis ISA FJN, já assegurou o pagamento das propinas a 112 portugueses, investindo um total de 800 mil euros. Até ao final do ano, a FJN tem ainda 1,7 milhões de euros para investir no pagamento das propinas aos jovens que pretendem prosseguir os estudos antes de ingressar no mercado de trabalho e a todos os profissionais que queiram continuar a aprender ao longo da vida.

“O principal objetivo das bolsas reembolsáveis da Fundação José Neves é democratizar o acesso à educação. Através do ISA FJN, todos os portugueses podem apostar na sua educação, independentemente da situação pessoal, profissional ou capacidade financeira. Ultrapassámos recentemente a barreira dos 100 portugueses que já conseguiram um ISA FJN e pretendemos chegar a muitos mais. O mercado de trabalho está a mudar rapidamente, tornando crucial a formação e a aprendizagem ao longo da vida para responder aos novos desafios que nos são colocados”, afirma Carlos Oliveira, presidente executivo da Fundação José Neves, citado em comunicado.

Carlos Oliveira, presidente executivo da Fundação José NevesRicardo Castelo

Baseado no modelo de acordo de partilha de rendimentos, o ISA FJN garante o pagamento integral da propina e esse investimento só é reembolsado se e quando o estudante atingir as condições previamente definidas para o fazer de forma sustentada.

Entre as 34 instituições de ensino parceiras do ISA FJN contam-se universidades, institutos politécnicos e diversas escolas de formação prática e intensiva, que já disponibilizam cerca de 200 cursos elegíveis, entre mestrados, pós-graduações, bootcamps, formações executivas, entre outros.

Os interessados em beneficiar deste apoio deverão submeter a sua candidatura através deste link, em paralelo com a inscrição na instituição de ensino do curso elegível.

Além do ISA FJN, a Fundação José Neves conta também com o portal Brighter Future, que é a maior base de conhecimento sobre educação e competências em Portugal, ao permitir comparar e relacionar informações sobre cerca de 4.000 cursos e formações, mais de 200 profissões e mais de 200 competências relevantes. Esta plataforma transforma dados em factos e informação relevante para que profissionais e estudantes possam tomar as melhores decisões para o seu futuro.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Fundação José Neves já pagou propinas a 112 portugueses. Investiu 800 mil euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião