Fornecedor da Apple quer contratar 200 mil pessoas até setembro, a tempo do iPhone 13

  • Carolina Bento
  • 26 Agosto 2021

A maior fábrica de iPhones do mundo quer receber 200 mil novos trabalhadores até setembro, para preparar o lançamento do novo iPhone 13.

A Foxconn quer recrutar 200 mil trabalhadores para o maior centro de fabrico de iPhones, na cidade chinesa de Zhengzhou. Estas vagas, naquele que é o principal fornecedor externo da Apple, estão abertas até ao final do mês de setembro, para preparar o lançamento do que se espera que seja o novo iPhone 13.

Xang Xue, vice-diretor-geral do grupo, está confiante de que o recrutamento vai atingir os níveis desejados, por causa do apoio dos governos locais.

Desde logo, o South China Morning Post revela que muitos governos locais na província de Henan estão a mobilizar potenciais trabalhadores para este novo plano de recrutamento massivo, existindo uma centena de autocarros que transportam os candidatos das várias regiões até à fábrica.

Para aumentar o apetite dos candidatos, a Foxconn está a oferecer um sining bonus equivalente a 1.663 euros. O objetivo da Apple é distribuir entre 130 milhões a 150 milhões de novos iPhones no segundo semestre deste ano.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Fornecedor da Apple quer contratar 200 mil pessoas até setembro, a tempo do iPhone 13

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião