Entrevista a Paulo Saragoça da Matta. Edição de setembro da Advocatus

Na Advocatus de setembro pode ler a entrevista a Paulo Saragoça da Matta e ainda especiais sobre os desafios de gerir as firmas na pandemia e o modelo laboral a apostar no futuro nas empresas.

Um dos advogados mais mediáticos da praça tem em mãos defesas de arguidos como Joe Berardo, Isabel dos Santos (pós-Luanda Leaks e o Benfica) dá uma entrevista à Advocatus.

Num tom assertivo, Paulo Saragoça da Matta não poupa críticas à Justiça: aponta o dedo ao ‘copy paste‘ de algumas decisões judiciais do Ticão, defende que a magistratura é pouco escrutinada por ser corporativista, e considera que o segredo de justiça é uma das maiores hipocrisias do regime. Defende ainda que a detenção é “abusivamente confirmada e validada” e acusa “quem manda” na magistratura de falta de bom senso.

Paulo Saragoça da Matta em entrevista ao ECO/Advocatus - 21JUL21Liderar equipas e empresas em alturas “normais” já era um desafio, mas com a pandemia Covid-19 a dificuldade foi elevada a um outro patamar. A Advocatus foi perceber junto dos líderes de sete escritórios de advogados como está a ser gerir uma empresa em plena pandemia e quais são as principais oportunidades para o setor na sequência da crise.

Nesta edição pode ler ainda um especial sobre o ponto de situação do regime laboral das sociedades de advogados. De trabalho presencial, ao teletrabalho e por fim a um modelo misto, o regime laboral dos advogados está a alterar-se e os novos hábitos vieram para ficar no setor.

Rui Vaz Pereira – Sócio CuatrecasasHugo Amaral/ECO

Rui Vaz Pereira é o advogado do mês desta edição. O sócio da área de laboral da Cuatrecasas sublinhou que hoje percebe que um bom advogado, para além de ter de ser uma referência em termos técnico-jurídicos, tem de ser um bom gestor, quer a nível económico quer ao de recursos humanos. Afirmou que com a pandemia a litigiosidade laboral cresceu e garantiu que só não aumentou mais devido aos apoios concedidos às empresas, como o lay-off.

Em junho, a FCB integrou a Eversheds Sutherland e a Advocatus esteve à conversa com os co-managing partners Gonçalo da Cunha e Rodrigo Almeida Dias. Os advogados garantiram que com esta integração, a FCB passa a ter “acesso privilegiado” a um universo alargado de grandes clientes. Em ano de pandemia, a firma sublinha que cresceu. Descubra todos os pormenores na rubrica sociedade do mês.

Rodrigo Almeida Dias e Gonçalo Cunha, sócios da Eversheds Sutherland FCB AdvogadosHugo Amaral/ECO

A Vieira de Almeida & Associados assessorou a GreenVolt no âmbito da Oferta Pública Inicial das respetivas ações ordinárias, com a admissão à negociação dos referidos títulos na Euronext Lisbon, na sequência da sua colocação privada. Já a PLMJ assessorou os Joint Global Coordinators – os bancos BNP Paribas e CaixaBank nesta mesma operação. Descubra todos os pormenores da operação na rubrica negócio do mês da 129.ª edição.

Assine a revista Advocatus aqui.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Entrevista a Paulo Saragoça da Matta. Edição de setembro da Advocatus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião