Nos propõe usar reservas para aumento de capital de 850 milhões de euros

A Nos vai propor aos acionistas usar 850 milhões de euros de reservas num aumento de capital por via do aumento do valor nominal de cada ação da sociedade.

O Conselho de Administração da Nos NOS 0,57% vai levar à próxima assembleia geral uma proposta para aumentar o capital social da operadora em mais de 850 milhões de euros, dos atuais 5,12 milhões para quase 855,2 milhões de euros, por incorporação de reservas, indicou numa nota enviada à CMVM. A reunião está marcada para o próximo dia 21 de abril.

“Face a um valor tão elevado de reservas constantes do balanço, designadamente as constituídas por prémio de emissão resultante da operação de aumento do capital realizada em 2013 com o processo de fusão, considera-se conveniente a incorporação de tal valor no capital social, mediante um aumento de capital por incorporação de reservas”, lê-se no documento.

De acordo com a proposta do Conselho de Administração, o objetivo é “a melhoria do rácio capital social / situação líquida da sociedade”, pelo que o aumento do capital insere-se “na estratégia de reforço da competitividade e de criação de valor acionista” da Nos.

No mesmo documento, a operadora refere a existência de “uma reserva de prémio de emissão de ações” num montante superior a 854,2 milhões de euros, “reservas legais” de mais de um milhão de euros, “outras reservas não distribuíveis” de mais de 153,5 milhões de euros e “reservas distribuíveis” de cerca de 267,5 milhões de euros.

Parte das reservas serão distribuídas com o dividendo de 27,8 cêntimos por ação que a equipa de Miguel Almeida vai propor pagar aos acionistas, uma distribuição no valor de pouco mais de 143,2 milhões de euros. Mas a empresa quer também usar 850 milhões de euros para um aumento de capital, a realizar por “aumento do valor nominal de todas as ações representativas do capital social no montante de 1,65 euros, passando o valor nominal de cada ação a ser de 1,66 euros.

Além do aumento de capital, a administração da Nos quer ver aprovada a aquisição de ações próprias “até ao limite” de 10% do capital social, nos 18 meses “subsequentes à data da presente deliberação”, bem como de obrigações, no mesmo prazo, “correspondente ao montante total de cada emissão”.

A Nos lucrou 144 milhões de euros em 2021, um aumento de 57% face ao resultado líquido de 2021. As receitas cresceram 4,6%, para 1,43 mil milhões de euros, impulsionadas pela melhoria do negócio de telecomunicações. As ações da empresa abriram a sessão desta quarta-feira a descer 0,10%, para 3,818 euros.

Cotação das ações da Nos:

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Nos propõe usar reservas para aumento de capital de 850 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião