Reportagem expõe más condições em fábrica da Tesla

Stress, baixos salários e um número anormal de acidentes. O 'The Guardian' publicou uma reportagem onde expõe as más condições numa fábrica da Tesla na Califórnia. Elon Musk está a par da situação.

A fábrica da Tesla em Fremont emprega 10.000 pessoas.Wikimedia Commons

As condições de trabalho numa fábrica da Tesla estão a ser postas em causa, após uma reportagem do jornal britânico The Guardian que pôs a descoberto as queixas de diversos trabalhadores sobre o stress, a dor e até os ferimentos que sofrem. A unidade em causa é a de Fremont, na Califórnia, outrora tradicional, mas que, depois de ser comprada pela fabricante elétrica, se transformou numa “fábrica do futuro”.

Em Fremont existem robôs gigantes e muita, muita tecnologia. Mas quem lá trabalha vê as coisas de outra forma: “Tudo parece ser o futuro, exceto nós”, disse ao jornal Richard Ortiz, um trabalhador da Tesla naquela unidade fabril. Outro trabalhador, Jonathan Galescu, afirmou: “Tenho visto pessoal a desmaiar, a cair no chão como uma panqueca e a partirem a cabeça. Eles dizem-nos para continuarmos a trabalhar enquanto ele ainda está no chão.”

A fábrica emprega 10.000 trabalhadores e, apurou o jornal, desde 2014 que já se deslocaram à unidade mais de uma centena de ambulâncias para assistirem trabalhadores que desmaiaram, que se sentiram mal, que tinham respiração anormal ou dores no peito.

Em fevereiro deste ano, Jose Moran, trabalhador da Tesla, escreveu um artigo na plataforma Medium, onde descreve o regime exigente da empresa. Entre os problemas, Moran fala de horas extraordinárias, altas taxas de ferimentos e baixos salários. Alguns trabalhadores têm ponderado juntar-se ao sindicato “United Auto Workers”.

"Tenho visto pessoal a desmaiar, a cair no chão como uma panqueca e a partirem a cabeça. Eles dizem-nos para continuarmos a trabalhar enquanto ele ainda está no chão.”

Jonathan Galescu

Trabalhador da Tesla

Musk: Não somos “capitalistas gananciosos”

O presidente executivo da Tesla, Elon Musk, é visto como um visionário. Confrontado com estas informações pelo The Guardian, reconheceu que os trabalhadores têm atravessado “tempos difíceis, a trabalhar durante longas horas e em tarefas duras”. No entanto, acrescentou que se “preocupa profundamente” com a segurança e bem-estar dos empregados, refere o jornal.

“Somos uma empresa que perde dinheiro. Isto não é um caso em que, por exemplo, sejamos capitalistas gananciosos que decidimos descorar a segurança para termos lucros e dividendos maiores, ou esse tipo de coisa. É tudo uma questão de quanto dinheiro perdemos. E como é que sobrevivemos? E como é que não morremos e toda a gente perde os seus empregos”, rematou Musk. Recorde-se que a Tesla registou 330 milhões de dólares de prejuízos nos primeiros três meses do ano.

"Somos uma empresa que perde dinheiro. Isto não é um caso em que, por exemplo, sejamos capitalistas gananciosos que decidimos descorar a segurança para termos lucros e dividendos maiores, ou esse tipo de coisa.”

Elon Musk

Presidente executivo da Tesla

Além disso, explicou que não se deve comparar a Tesla com outras fabricantes automóveis em termos de capitalização bolsista. A empresa superou recentemente o valor da Ford e, por breves instantes, o da General Motors. Sobre isso, Elon Musk disse: “Acredito que o nosso valor de mercado é mais alto do que merecemos.” E assume isso na medida em que a produção da Tesla é 1% da produção da General Motors.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Reportagem expõe más condições em fábrica da Tesla

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião