Fitch melhora outlook do BPI e Santander Totta para “positivo”

A agência de notação financeira melhorou as perspetivas de evolução do rating do BPI e Santander Totta, que viram os seus ratings reafirmados. Isto depois de ter feito o mesmo em relação a Portugal.

Depois de ter melhorado a perspetiva da República portuguesa de “estável” para “positiva”, a agência Fitch fez o mesmo em relação aos bancos BPI e Santander Totta, que viram os seus ratings “BBB” e “BBB-” reafirmados e os seus outlooks revistos em alta.

“A revisão do outlook dos bancos (…) acompanha a revisão do outlook de Portugal” decidida a 16 junho, adianta a agência de notação financeira num comunicado divulgado esta quarta-feira.

Em relação ao Santander Totta, cujo rating se encontra dois níveis acima da notação de Portugal, a Fitch argumenta que o banco apresenta o conforto de ser detido integralmente pelo grupo espanhol Santander. “As atividades do Santander Totta em Portugal são estrategicamente importantes para o grupo [Santander] e a sua administração e cultura corporativa estão altamente integradas com as da sua casa mãe”, defende a Fitch.

Quanto ao BPI, o seu rating está apenas um nível acima de Portugal, “porque a Fitch acredita que a propensão do CaixaBank para apoiar o Banco BPI está ligada ao ambiente operacional em Portugal, uma vez que isto afeta a atratividade do BPI para o grupo e o impacto do BPI no risco global e perfil de rentabilidade do CaixaBank”.

“O rating do BPI reflete a elevada probabilidade de apoio por parte do seu derradeiro parente, o CaixaBank (BBB/Positivo). A Fitch acredita que Portugal é um mercado estrategicamente importante para o CaixaBank como ficou demonstrado pelo investimento de longo prazo no BPI e a aquisição do controlo do banco em fevereiro deste ano”, disse a Fitch.

Comentários ({{ total }})

Fitch melhora outlook do BPI e Santander Totta para “positivo”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião