CIP: País deve aproveitar melhoria do rating para continuar “reformas estruturais”

  • Lusa
  • 16 Setembro 2017

António Saraiva, presidente da CIP, considerou positiva a melhoria do rating, mas alertou que o país deve aproveitar agora para prosseguir com as "reformas estruturais de que necessita".

O presidente da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, António Saraiva, considerou que a saída de Portugal do ‘lixo’ “era esperada há seis anos” e apelou para que o país prossiga as “reformas estruturais de que necessita”. “Este upgrade do rating era esperado pelo país há seis anos”, disse à Lusa o presidente da CIP.

A agência de notação financeira Standard & Poor’s (S&P) tirou esta sexta-feira Portugal do ‘lixo’, revendo em alta o rating atribuído à dívida soberana portuguesa de ‘BB+’ para ‘BBB-‘, um primeiro nível de investimento. Para António Saraiva, esta decisão “é merecida, tendo em conta todos os sacrifícios que as famílias e as empresas” fizeram.

O dirigente da CIP destacou que, com esta decisão, vai observar-se uma “significativa redução de custos de financiamento, quer do Estado quer das empresas, já que Portugal passa a ser elegível para investimentos de fundos internacionais e isso aumenta a atração de capitais e a capacidade de financiamento da economia nacional como um todo”. Saraiva apelou depois para que esta melhoria do ‘rating’ seja aproveitado para melhorar a competitividade do país.

O responsável da CIP fez votos que seja possível agora “fazer as reformas estruturais de que o país necessita”, iniciando “um novo ciclo de desenvolvimento, ultrapassando os problemas estruturais, como o baixo crescimento, a baixa produtividade e baixas qualificações”. Com esta revisão em alta para ‘BBB-‘, com perspetiva ‘estável’, Portugal volta a ter uma notação de investimento, atribuída por uma das três principais agências de ‘rating’ mundiais.

Desde 2012 que a agência atribuía à dívida soberana portuguesa um rating ‘BB+’, a nota mais elevada de não investimento, com uma perspetiva ‘estável’.

Comentários ({{ total }})

CIP: País deve aproveitar melhoria do rating para continuar “reformas estruturais”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião