? Teste: Pouca novidade no Galaxy S9+, mas faz bem o que promete

Foi apresentado em fevereiro o novo flagship da Samsung. O ECO testou o Samsung Galaxy S9+, a versão mais musculada do novo topo de gama da marca sul-coreana, que se destaca mais uma vez pela alta qualidade do ecrã. É um Super AMOLED, o que significa que tem cores bem mais naturais, contrastadas e brilhantes. Além disso, é curvo e praticamente não tem margens.

A empresa parece ter interiorizado algumas das críticas feitas ao modelo anterior, o S8+. Por isso, desta vez, o sensor de impressões digitais está mais bem posicionado, junto à câmara traseira, que foi melhorada para permitir gravar vídeo em qualidade 4K a 60 frames por segundo. Ou seja, o resultado final é bem mais fluído e o efeito de câmara lenta é capaz de surpreender. É também um equipamento que promete responder com facilidade às tarefas mais exigentes.

Ainda assim, mesmo com as melhorias trazidas ao mercado por este novo telemóvel da Samsung, um novo investimento pode não fazer sentido para quem já tem o Galaxy S8+, uma vez que estes pequenos aspetos podem saber a pouco. Ainda para mais, há que ter em conta o preço: o Samsung Galaxy S9+ tem um preço a rondar os 970 euros. Veja o nosso vídeo de análise no topo deste artigo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

? Teste: Pouca novidade no Galaxy S9+, mas faz bem o que promete

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião