Navigator tomba mais de 18% para mínimos de março. Negociação já foi retomada

PSI-20 intensifica perdas após uma hora de negociação e cai quase 2%. Navigator dá um trambolhão de 18% depois de os EUA terem aplicado uma taxa sobre vendas de papel que vai custar 45 milhões.

A Navigator NVG 0,00% está no olho do furacão depois de os EUA terem anunciado uma taxa sobre as vendas de papel que vai custar 45 milhões de euros à empresa portuguesa. As ações da papeleira chegaram a tombar mais de 18%, suspendendo automaticamente a sua negociação em bolsa — já foi retomada entretanto. E com isto a bolsa nacional intensifica perdas na primeira sessão da semana, acompanhando as outras praças europeias, que cedem perante a crise cambial na Turquia.

Com mais de uma hora de negociação em Lisboa, o PSI-20 agrava perdas para 1,8% até aos 5.527,08 pontos. A contribuir para esta queda do principal índice bolsista nacional estão os títulos da Navigator, que afundavam 18,2% para 4,08 euros, depois de o Departamento de Comércio dos EUA ter decidido aplicar uma taxa final sobre as vendas de 37,34%.

A papeleira já anunciou que vai contestar judicialmente essa decisão, anunciado que esta taxa retroativa penalizará os lucros deste ano. “Esta taxa tem um impacto estimado de (à taxa de câmbio atual) de, aproximadamente, 66 milhões de euros no EBITDA e de 45 milhões de euros nos lucros líquidos do ano em curso”, lê-se no comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A Navigator mantém-se confiante de que “vai conseguir demonstrar, perante os tribunais norte-americanos, que a taxa é totalmente injustificada“.

Ao fim de duas horas de sessão em Lisboa, as ações da Navigator cediam 13,19% para os 4,33 euros. Mais de um milhão de ações tinham trocado de mãos, um elevado nível de liquidez que reflete a dimensão da pressão vendedora que castiga a Navigator na bolsa. Isto compara com a média diária de 600 mil papéis trocados diariamente nos últimos 12 meses.

Navigator afunda na bolsa

Também a Semapa dá um trambolhão de quase 5% para os 18,76 euros, arrastada pela sua Navigator — controla quase 70% do capital da papeleira.

Todas as 18 cotadas nacionais estão no vermelho. Destaque para o BCP, que recua 0,95% para 0,2614 euros, e para a EDP que perde 0,43% para 3,45 euros.

Ainda no setor energético, a Galp Energia desvaloriza 0,31% para 17,68 euros, no dia em que o barril de Brent está a cotar nos 72,58 dólares.

(Notícia atualizada pela última vez às 10h03)

Comentários ({{ total }})

Navigator tomba mais de 18% para mínimos de março. Negociação já foi retomada

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião