MacKenzie Bezos fica com posição de 35,7 mil milhões na Amazon após o divórcio

  • ECO
  • 5 Abril 2019

MacKenzie e Jeff Bezos estão oficialmente divorciados. MacKenzie vai ficar com 25% das ações da Amazon que eram detidas pelo ex-casal. A posição vale 35,7 mil milhões de dólare

O acordo de divórcio do ex-casal Bezos está concluído. MacKenzie Bezos vai ficar com 25% das ações da Amazon que eram detidas pelo casal, avaliadas em 35,7 mil milhões de dólares, e ceder todos os direitos de voto ao ex-marido e fundador da empresa, Jeff Bezos, anunciou no Twitter.

O casal Bezos anunciou a separação no início deste ano. O caso tem sido acompanhado ao pormenor pela imprensa norte-americana por envolver o homem mais rico do mundo e um complexo escândalo que engloba um jornal tabloide, mensagens e fotografias privadas de Jeff Bezos e acusações de chantagem por parte de um grupo de media ao magnata.

“Estou grata por ter concluído o processo de dissolução do meu matrimónio com o Jeff, com o apoio de parte a parte e de todas as pessoas que estiveram gentilmente do nosso lado”, escreveu MacKenzie Bezos no Twitter. “Fico contente em dar [a Jeff Bezos] todos os meus interesses no Washington Post e na Blue Origin, e 75% das nossas ações da Amazon, assim como todos os direitos de voto das minhas ações, como forma de apoiar as suas contribuições continuadas para as equipas destas fantásticas empresas”, disse.

Em todo o nosso trabalho em conjunto, a MacKenzie mostrou as suas capacidades em pleno. Ela tem sido uma parceira extraordinária, aliada e mãe. Ela tem muitas faculdades e é uma pessoa brilhante”, escreveu também Jeff Bezos, noutro comunicado.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

MacKenzie Bezos fica com posição de 35,7 mil milhões na Amazon após o divórcio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião