Uber quer 10.000 milhões de dólares com IPO. Ações deverão chegar à bolsa no dia 9 de maio

Já se conhecem alguns detalhes sobre a entrada da Uber na bolsa de Nova Iorque. A data da estreia está marcada para 9 de maio, com a empresa a pretender arrecadar 10.000 milhões de dólares.

A Uber quer angariar 10.000 milhões de dólares através de uma oferta pública inicial (IPO) que deverá avaliar a empresa em cerca de 100.000 milhões de dólares. Vai ser a maior operação de dispersão de capital em bolsa do ano em Wall Street e uma das maiores de sempre podendo mesmo destronar o Facebook como protagonista da maior entrada na bolsa de Nova Iorque por parte de uma empresa do setor tecnológico.

A empresa norte-americana está numa corrida contra o tempo para entrar em bolsa, depois de ter sido ultrapassada pela rival Lyft, cujas ações começaram a negociar no final do mês passado. Segundo o Financial Times (em inglês, acesso pago), a primeira e muito aguardada documentação sobre a empresa deverá ser divulgada já esta quinta-feira e já há data marcada para a estreia na bolsa de valores de Nova Iorque: quinta-feira, 9 de maio.

A IPO da Uber tem sido muito aguardada pelos investidores e pelo setor tecnológico. Não só pela dimensão da operação, mas também porque a Uber é uma das mais proeminentes empresas que nasceram no seio de Silicon Valley. Será, por isso, um teste ao mercado, mesmo depois de outras empresas do mesmo meio terem chegado à bolsa, como foi o caso da Snap, dona da rede social Snapchat, em março de 2017.

Os bancos Morgan Stanley e Goldman Sachs estão responsáveis por esta operação, numa altura em que é praticamente certo que a Uber se vai estrear na bolsa este ano, como era a intenção inicial de Dara Khosrowshahi quando assumiu a presidência da companhia em agosto de 2017, após uma sucessão de escândalos e polémicas em torno da cultura empresarial da Uber e, especialmente, em torno do anterior líder, Travis Kalanick.

A Uber tem vindo a revelar os dados financeiros nos últimos trimestres, alisando o caminho para a operação que deverá ter lugar em breve. Os dados mais recentes apresentados pela empresa de capital privado mostram um crescimento da receita líquida na ordem dos 43%, para 11,3 mil milhões de dólares. O resultado líquido, excluindo o encaixe da venda das operações na Rússia e no sudeste asiático, recuou de prejuízos de 4,5 mil milhões em 2017 para prejuízos de 3,3 mil milhões em 2018.

Comentários ({{ total }})

Uber quer 10.000 milhões de dólares com IPO. Ações deverão chegar à bolsa no dia 9 de maio

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião