Bancos “põem” carros à venda. Há desde Fiat 500 até Teslas

Vai comprar carro? Novo ou usado? Tanto faz. Os bancos têm soluções para todos, mas há campanhas especiais em que "põem" à venda desde citadinos a elétricos com um preço de seis dígitos.

Vai comprar carro? Novo ou usado? Na realidade, tanto faz. Tanto para uns como para outros, se precisar de dinheiro emprestado, os bancos portugueses estão disponíveis para o “ajudar”. No limite, tendo em conta o apetite pela concessão de crédito, até selecionam o modelo ideal para si através de soluções especiais de financiamento para marcas específicas que vão desde a Fiat até à Tesla.

Não é preciso fazer muitas curvas nos sites dos bancos para encontrar campanhas especiais que garantem acesso a financiamento com juros baixos, uma “tática” que tem feito aumentar de forma exponencial o crédito automóvel — para os outros créditos ao consumo há uma panóplia de outros produtos à venda nos sites. Considerando todas as modalidades (crédito, ALD ou Renting), só em dois meses foram concedidos 440 milhões de euros, quase 40% de todo o crédito ao consumo deste ano.

O ECO navegou pelas páginas das cinco maiores instituições financeiras portuguesas à procura das promoções, tendo o banco público sido aquele que mais rapidamente nos levou ao destino. Logo à entrada, a Caixa Geral de Depósitos diz-nos que “Chegou a hora de ter o seu [Mercedes] Classe A”.

A solução Leasing Auto da CGD propõe um financiamento de 29.750 euros a ser amortizado em 72 meses, durante os quais o consumidor fica a pagar 331,42 euros acrescidos de outras comissões. Uma oferta “sem entrada inicial”, para ajudar a “vender” o familiar compacto da fabricante germânica.

Se a CGD se “juntou” à Mercedes — a campanha é com a Carclasse, não propriamente com a marca da estrela –, o BCP opta por um modelo bem mais modesto. Em vez de um familiar, propõe o “citadino mais divertido e icónico que vai encontrar”. Qual é? O Fiat 500. Através de uma campanha de Renting, propõe através de uma única renda mensal de 199 euros a possibilidade de conduzir o modelo italiano.

Da Fiat até à Tesla vai um grande salto, mas é isso mesmo que acontece quando do site do BCP passamos para o do BPI. Aproveitando a crescente procura dos portugueses por modelos elétricos, o banco liderado por Pablo Forero, agora detido pelo CaixaBank, recorre à fabricante de Elon Musk para acelerar o crédito para a compra de carros.

“O futuro está no BPI”, é o mote da campanha em que a estrela não é a Mercedes, mas sim o mais recente membro da “família” da Tesla, o Model 3. Se em tempos o banco fez campanha com o Model S e o Model X, agora recorre ao modelo mais acessível, apresentando uma proposta por de Renting que custa 24,10 euros mais IVA… por dia. No mínimo, o custo mensal será de 733 euros.

Enquanto o Santander se mantém à margem destas campanhas, o Novo Banco recorre também ao glamour do elétricos para tentar aumentar a concessão de financiamento, procurando assim garantir mais receitas que lhe permitam rumar a resultados positivos. Através de uma parceria com a Locarent, o banco liderado por António Ramalho aposta no Nissan Leaf.

Mas como nem todos podem andar de carro elétrico, e sendo esta campanha focada em empresário em nome individual ou mesmo em empresas, há também Volvos. Desde o familiar compacto ao SUV para a cidade, o XC40, até àquele que chegou a ser considerado, no ano passado, o carro mundial do ano, o XC60.

Comentários ({{ total }})

Bancos “põem” carros à venda. Há desde Fiat 500 até Teslas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião