Trocar de emprego? Seis sinais que indicam que é hora de mudar

  • Ricardo Vieira
  • 4 Junho 2019

Desmotivação e falta de entusiasmo, inexistência de valores partilhados ou relações interpessoais negativas são apontadas como razões para mudar de trabalho.

Quase oito em cada 10 trabalhadores planeiam mudar de emprego e mais de metade dos portugueses trocaria de trabalho para desenvolver outras skills. São muitos os motivos que o podem fazer mudar de empresas mas, de acordo com a consultora Robert Walters, há sinais que indicam que deveria mesmo trocar de emprego.

Sente-se cansado e stressado frequentemente

A falta de estímulo, dormir menos ou sofrer de insónias ou alterações de humor quando pensa em trabalho são reflexo do aumento dos níveis de stress que, embora não signifique obrigatoriamente que está infeliz no seu trabalho, indicam que precisa de abrandar o ritmo. O stress afeta o estado de espírito e também o sistema imunitário, tornando-o mais suscetível a ficar doente, afetando a performance no trabalho.

Deixou de acreditar na sua empresa

Quando começou a trabalhar no seu posto atual, tudo lhe parecia cheio de possibilidades – sentia-se orgulhoso por fazer parte da empresa e por se identificar com a sua missão e valores. Contudo, a confiança na organização e no projeto alterou-se.

São várias as razões que podem motivar este sentimento: decisões estratégicas ou comerciais com as quais não concorda, mudanças nos cargos diretivos ou um afastamento da trajetória profissional que delineara inicialmente. “A falta de valores partilhados pode ser um dos fatores que mais contribuem para uma diminuição da motivação, tal como o sentimento de alienação ou a perda de confiança. Se isto lhe soa familiar, talvez esteja na altura de começar a procurar outra empresa com a qual se identifique mais”, comenta François-Pierre Puech, senior manager da Robert Walters Portugal.

Está sempre a olhar para o relógio

Costumava acordar de manhã entusiasmado com tudo o que tinha para fazer durante o dia, estando disposto a aceitar desafios adicionais e a ficar a trabalhar até mais tarde voluntariamente. Mas agora encontra-se permanentemente a contar as horas que faltam para sair do escritório e ir para casa, e sente-se tentado a fazer o mínimo esforço possível em cada tarefa, em vez de procurar oportunidades de brilhar, aprender mais ou dar o máximo em cada uma delas. Se esta descrição descreve a sua semana de trabalho, o seu desânimo é evidente.

Os seus interesses não estão alinhados com as suas competências

Às vezes as pessoas são contratadas para trabalhar em áreas em que são realmente boas mas não gostam necessariamente daquilo que fazem. Isto pode fazer com que algo bom se torne num pesadelo. Embora nem sempre seja fácil alinhar os seus interesses pessoais com a sua atividade profissional, não é impossível. Quanto mais tempo esperar, pior, pois cada vez vai ficar mais especializado na área de onde pretende sair.

Sente-se invisível e as relações interpessoais são negativas

Outro sinal de alarme é se as relações dentro da sua equipa já não são cordiais ou colaborativas como dantes, e se já não socializam juntos.
François-Pierre Puech explica: “Se as suas opiniões e contribuições não são devidamente reconhecidas, ou a promoção que já lhe prometeram várias vezes nunca chega por mais que se esforce, e parece que nunca lhe atribuem os projetos mais importantes, ficando outros com os créditos do trabalho que realizou, significa que não é valorizado como deveria, e isso é um claro sinal de que precisa de mudar”.

Cresceu demasiado para o seu posto atual

“Se desenvolveu diferentes competências e experiência ao longo da sua carreira, está preparado para novos desafios, e não deve ter medo de os procurar. Se a sua empresa simplesmente não possui os recursos, ou não tem como lhe oferecer o projeto adequado que lhe permita continuar a crescer, explore outras opções. Afinal, trata-se do seu futuro profissional, e este devia estar acima de qualquer empresa ou organização – deve isso a si próprio”, comenta o mesmo responsável.

Permanecer num posto que se encontra abaixo das suas capacidades apenas por um sentimento de lealdade ou por medo da mudança pode acabar por se converter numa experiência negativa e desmotivadora, levando-o a travar desnecessariamente o seu crescimento profissional.

Comentários ({{ total }})

Trocar de emprego? Seis sinais que indicam que é hora de mudar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião