Papeleiras Navigator e Altri perdem mais de 3% e arrastam bolsa de Lisboa

Sentimento externo negativo pressiona as duas fabricantes de papel nacionais. Navigator e Altri perdem mais de 3% e deixam a bolsa de Lisboa a cair mais de 1%. Guerra comercial penaliza.

Intensificou-se a pressão vendedora em torno das ações da Navigator e da Altri, com as duas papeleiras a serem afetadas pela incerteza externo por causa da guerra comercial e do Brexit. As ações de ambas as cotadas perdem mais de 3% em Lisboa, arrastando consigo a bolsa nacional para terreno ainda mais negativo do que no arranque da sessão.

As ações da Navigator recuam 3,49% para 3,20 euros, ao mesmo tempo que os títulos da Altri cedem 3,29% para 5,285 euros. A Semapa, holding da família Queiroz Pereira que controla 70% da Navigator, também perde 0,49%.

Por fazerem parte de um setor cíclico, sensível às variações da economia mundial e à dinâmica das exportações, a Navigator e Altri continuam bastante dependentes do sentimento dos investidores em relação à evolução das negociações entre os EUA e a China para evitar uma guerra comercial entre os dois grandes blocos mundiais. Na passada sexta-feira, a Bloomberg adiantou que se tinha chegado a um acordo parcial, o que motivou algum entusiasmo entre os investidores.

Entretanto, esta segunda-feira, os responsáveis chineses disseram que serão necessárias mais conversações antes de assinar o acordo alcançado no final da semana passada, facto que está agora a causar alguma apreensão nos mercados.

“Não só a Navigator e a Altri são duas empresas cujas atividades são altamente cíclicas, como a China é o principal comprador mundial de pasta e papel”, referem os analistas do BPI no Diário de Bolsa. “Assim sendo, embora não seja de excluir que o efeito técnico ainda não se tenha esgotado, é importante frisar que para que a recuperação assuma moldes mais sólidos é necessário que o sentimento dos investidores em relação às empresas cíclicas se torne positivo, de forma mais vincada e duradoura”, acrescentam.

Navigator cai mais de 3%

Apenas duas cotadas seguem acima do nível da água: F. Ramada e Sonae Capital. O PSI-20 perde 1,24% para 4.942,11 pontos, depois de ter iniciado a sessão com uma queda de 0,35%.

No grupo dos pesos pesados nacionais, o BCP cede 1,48%, enquanto a Jerónimo Martins recua 1,29%. Perdem energia Galp (-0,82%) e a EDP e EDP Renováveis, que observam quedas de 0,5%.

Lá por fora, o sentimento é também negativo. O índice de referência do Velho Continente, o Stoxx 600, está em baixa de 1,09%. Nas praças de Frankfurt, Milão e Madrid as quedas situam-se entre 0,7% e 1%.

“Durante esta e as próximas sessões, os investidores irão manifestar o seu veredicto sobre o acordo entre os EUA e a China. Em relação à diminuição de uma saída desordenada do Reino Unido da União Europeia, o seu impacto nos índices europeus deverá ser limitado”, vaticinam os analistas do BPI.

(Notícia atualizada às 11h07)

Comentários ({{ total }})

Papeleiras Navigator e Altri perdem mais de 3% e arrastam bolsa de Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião