Abreu Advogados anuncia reforço da prática em Fiscal com a integração de nova sócia

A Abreu Advogados anuncia a integração de Mariana Gouveia de Oliveira, como sócia contratada, para reforço da equipa de Direito Fiscal.

A Abreu Advogados anuncia a integração de Mariana Gouveia de Oliveira, como sócia contratada, para reforço da equipa de Direito Fiscal, uma das principais áreas de prática do escritório.

Com mais de 15 anos de experiência em Direito Fiscal, tanto em consultoria, como em contencioso tributário, Mariana Gouveia de Oliveira, vem reforçar a capacidade de resposta da equipa às solicitações crescentes dos Clientes e a especialização da área de prática em Fiscalidade Internacional, destacando-se a sua competência em Direito Fiscal Comunitário e das jurisdições lusófonas como Moçambique, Angola e Cabo Verde, em que continua a apostar estrategicamente a Abreu.

Paralelamente à sua carreira como advogada, a Mariana Gouveia de Oliveira tem ainda desenvolvido atividade docente, integrando a equipa da Católica Tax, lecionando presentemente na Pós-Graduação em Fiscalidade da Universidade Católica.

Mariana Gouveia de Oliveira é licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (2001), pós-graduada em Direito Fiscal pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (2003) e em Fiscalidade pelo Instituto Superior de Gestão de Lisboa (2005). Regressa à Abreu Advogados (onde esteve entre 2006 e 2013), depois de ter passado pela Cuatrecasas, Gonçalves Pereira & Associados e pela Miranda & Associados, de onde transita.

 

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Abreu Advogados anuncia reforço da prática em Fiscal com a integração de nova sócia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião