OA: Guilherme Figueiredo e Menezes Leitão disputam segunda volta nos próximos dias

Guilherme Figueiredo e Luís Menezes Leitão defrontam-se numa segunda volta para assegurar o lugar de bastonário da Ordem dos Advogados para o triénio 2020-2022.

Está cada vez mais perto o momento em que será revelado quem é o novo bastonário da Ordem dos Advogados para o triénio 2020-2022. Nos próximos dias 11, 12 e 13 de dezembro, Guilherme Figueiredo, atual bastonário, e Luís Menezes Leitão, anterior presidente do Conselho Superior, vão voltar a defrontar-se na segunda volta.

Os advogados vão voltar a eleger o próximo bastonário da OA através de voto eletrónico. A extinção do voto em papel foi aprovada em julho, em assembleia geral, ainda assim não foi consensual a implementação do novo método. As votações vão decorrer numa plataforma com acesso limitado à devida credenciação.

As urnas eletrónicas vão abrir às 00h00 desta quarta-feira e irão encerrar às 20h00 do dia 13 de dezembro, sexta-feira.

Na primeira volta Guilherme Figueiredo somou 6.121 votos (25,37%) e Luís Menezes Leitão arrecadou 4.677 votos (19,38%). Ficando fora da segunda volta, o candidato António Jaime Martins conseguiu 4.264 votos (17,67%), Varela de Matos angariou 2.221 votos (9,2%), Ana Luísa Lourenço 1.735 (7,1%) e Isabel Silva Mendes 1.081 (4,4%).

Votaram 24.126 advogados na primeira volta e registaram-se 3.595 votos em branco e 432 invalidaram o voto.

 

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

OA: Guilherme Figueiredo e Menezes Leitão disputam segunda volta nos próximos dias

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião