Sword Health compra unidade da Bright Technologies. Quer recrutar 150 em Portugal

A unicórnio nacional fundada por Virgílio Bento reforça com esta aquisição a equipa de engenharia e de produto para concretizar os seus planos de expansão e crescimento.

A Sword Health comprou a unidade de desenvolvimento de software da startup portuguesa Bright Technologies. Com esta operação a unicórnio nacional reforça a equipa de engenharia e de produto para concretizar os seus planos de expansão e crescimento. A SwordHealth está ainda a recrutar 150 profissionais nas áreas de engenharia e produto “maioritariamente” para Portugal. Globalmente, tem 300 vagas.

“A aquisição estratégica da área de desenvolvimento de software da Bright Technologies reforça as nossas prioridades de crescimento e expansão, apostando numa equipa de excelência em áreas fundamentais da engenharia e de produto, essenciais para a construção de soluções cada vez mais disruptivas na área da saúde”, afirma Jorge Meireles, VP de engenharia da Sword Health, citado em comunicado.

A Sword Health não revela o valor desta compra “nem os quadros que integram esta aquisição”, reforçando a equipa da unicórnio nacional que criou a primeira solução digital para o tratamento de patologias músculo-esqueléticas. “Podemos afirmar que passaremos a ser mais de 300 pessoas a nível global”, adianta fonte oficial da startup quando questionada pela Pessoas.

“Estas 150 vagas são maioritariamente para Portugal nas áreas de engenharia, desenvolvimento e produto. A nível global temos 300 vagas nas áreas de marketing, vendas, operações, etc.”, refere a mesma fonte. As posições em aberto podem ser consultadas no site da empresa. Muitas das ofertas são para posições em modelo 100% remoto.

Fundada por Virgílio Bento em 2015, a empresa — que no final do ano passado fechou uma ronda de financiamento Série D no valor de 189 milhões de dólares, colocando a sua valorização nos 2 mil milhões de dólares, atingindo com isso o estatuto de unicórnio — tem planos de “acelerar a expansão global, intensificar o desenvolvimento de novas terapias digitais e recrutar 300 colaboradores em Portugal e globalmente durante os próximos meses”.

Unicórnios às compras

Em menos de dois meses é a segunda aquisição de startups portuguesas concretizada por unicórnios com ADN português. Em dezembro, a Farfetch anunciou a compra da plataforma de revenda de moda de luxo em segunda mão Luxclusif, para desenvolver o negócio de revenda de moda de luxo, posicionando a empresa de José Neves como “líder de moda de luxo em segunda mão.” O valor da operação também não foi divulgado.

Um movimento dos founders que poderá ser seguido por Diogo Mónica. O cofundador da Anchorage Digital — que em dezembro atingiu o estatuto unicórnio, o 7.º com ADN português — em entrevista à Pessoas já admitiu a vontade de fazer crescer a empresa através de aquisições de startups em Portugal.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sword Health compra unidade da Bright Technologies. Quer recrutar 150 em Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião