As escolhas de… Paulo Abreu dos Santos

Paulo Abreu dos Santos é managing associate da Linklaters e conta com experiência essencialmente na área de Dispute Resolution.

Na edição de outubro da revista Advocatus, Paulo Abreu dos Santos, managing associate da Linklaters desde 2021, com experiência essencialmente na área de Dispute Resolution, partilhou as suas escolhas.

Estas são as suas escolhas!

O livro favorito

De entre vários, escolheria atualmente Robert Sapolsky, Behave – The Biology of Humans at Our Best and Worst. É algo denso e científico mas imprescindível para quem procura compreender a natureza humana e quão pouco racionais podem ser as nossas escolhas.

O filme que nunca perde…

Talvez o último que se juntou à minha lista de preferidos: Joker. Há uma dimensão humana e psicológica do filme que nos devia levar a todos a refletir sobre quem são os verdadeiros vilões.

Uma série de sempre…

Apesar de já a ter devorado mais de uma vez, será eterna: Suits.

A viagem de eleição…

Ainda não a realizei, apesar de já estar muito pensada: Índia, de mochila às costas e sozinho.

Uma memória…

A memória mais expressiva de um processo foi a originalidade da solução encontrada: uma providência cautelar para arresto do preço de um contrato de compra e venda de ações, em que a decisão foi proferida já depois da transferência ter ocorrido (por umas horas). Na sequência de uma estratégia pensada num par de horas conseguimos converter o arresto decretado passando a ter como objeto a conta bancária para onde o preço tinha sido transferido. Meia hora depois de notificado o banco com a certidão da decisão, recebemos uma chamada do advogado da parte contrária a perguntar quem estávamos a representar e quais as condições para libertar o dinheiro… era um caso financeiramente expressivo em que o chavão time is money nunca fez tanto sentido.

Na secretária nunca falta(m)…

Além do economato vasto: água. Sou muito adepto do sanum per aquam.

A primeira coisa que faz quando acorda…

Além das respostas óbvias (abrir os olhos…): tomar banho. É imprescindível para acordar e para organizar a cabeça antes de começar realmente o dia.

O primeiro despertador toca às…

Com a tentativa de criar hábitos mais saudáveis, o despertador toca atualmente às 6h. É duro mas no pain no gain.

Para começar bem o dia nada melhor do que…

Conversar com os meus e o imprescindível café.

A primeira coisa que faz quando chega a casa…

Descalçar-me e trocar de roupa. Gosto muito do momento de separação entre o final do dia de trabalho e a vida pessoal (nem sempre conseguido, é um facto).

Os tempos livres são para…

Não sendo possível enumerar tudo o que gosto e aprecio, diria estar com os amigos e família. Não somos ilhas e precisamos da nossa rede de suporte e de animação, claro.

Um lema de vida…

Se um homem não descobriu nada pelo qual morreria, não está pronto para viver – Martin Luther King

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

As escolhas de… Paulo Abreu dos Santos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião