Tesla: “Estamos à procura de oportunidades em Portugal”

  • Rita Atalaia
  • 22 Novembro 2016

Depois do Governo, a Tesla também confirma que está à procura de oportunidades em Portugal. Independentemente da fábrica, a empresa de Elon Musk está a recrutar para a representação no país.

O Governo confirma que há contactos para trazer uma fábrica da Tesla para o país. E a Tesla? Também. A fabricante de automóveis norte-americana, liderada por Elon Musk, diz ao ECO que está à procura de oportunidades em Portugal, embora não tenha ainda uma decisão tomada. É que além de Portugal, Espanha também está a ser considerada. A decisão quanto à localização da unidade deverá ficar decidida no próximo ano.

“Podemos confirmar que estamos a recrutar talentos e à procura de oportunidades em Portugal”, confirma um porta-voz da Tesla em resposta às questões colocadas pelo ECO relativamente à intenção de implantar no país uma fábrica modelos elétricos, bem como de baterias Li-Ion (iões de lítio). A empresa não entra em detalhes, dizendo que “não tem mais nada para anunciar neste momento”.

A reação da empresa norte-americana acontece depois de o ECO ter confirmado que já houve contactos do Governo português com a Tesla. Contactos esses que “se iniciaram no primeiro semestre deste ano e que se desenvolveram agora no final do ano”, disse ao ECO fonte oficial do Ministério da Economia. “Os contactos tiveram início nos Estados Unidos e, entretanto, já decorreram aqui em Portugal.”

Um dos contactos foi feito pelo secretário de Estado adjunto do Ambiente, José Mendes, que reuniu a 8 de setembro com uma delegação de alto nível da Tesla Motors, liderada por Douglas Alfaro e que incluía o responsável pelas Infraestruturas de Carregamento na Europa. Um dos tópicos do encontro foi “a possibilidade de atração de projetos de investigação e desenvolvimento da Tesla, tirando partido da infraestrutura rodoviária de classe mundial existente em Portugal”, revelou o Ministério do Ambiente na nota de agenda do encontro.

Nesta reunião, terá sido discutida a possibilidade de se estender a Portugal a rede de supercarregadores de carros elétricos. Isto além do estabelecimento de uma representação formal do fabricante do país. E é para essa presença da marca em Portugal que a Tesla tem abertas várias vagas num processo de recrutamento que está a decorrer.

Mais um passo para a Tesla

O pedido para um representante oficial do fabricante em Portugal não é de agora. Os proprietários de carros da marca Tesla há muito que tinham de andar milhares de quilómetros para terem assistência aos seus automóveis. E chegaram mesmo a pedir a Elon Musk para terem uma assistência às viaturas mais próxima. Na altura, o líder da empresa partilhou uma notícia sobre o assunto nas redes sociais. E respondeu afirmativamente.

O responsável da Zeev, Carlos Jesus — que tem dado apoio à venda em Portugal de automóveis elétricos Tesla — confirmou ao Expresso que a empresa norte-americana iria abrir uma oficina no Prior Velho, em outubro.

“Começa a haver necessidade desta marca ter um apoio de oficinas dedicadas, que assegurem a manutenção regular destes veículos, pelo que a Zeev vai avançar com a abertura, a 13 de outubro, no Prior Velho, em Lisboa, de instalações que assegurem o apoio técnico aos carros elétricos que circulam na zona da Grande Lisboa e também pretendemos abrir outro espaço semelhante no Porto, até ao fim do ano”, uma vez que já havia cerca de 110 automóveis elétricos da Tesla a circularem em Portugal, com matrículas nacionais, disse o responsável.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Tesla: “Estamos à procura de oportunidades em Portugal”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião