Mexia: Naturgas não está à venda

António Mexia refutou esta quinta-feira as notícias que dão conta de que a EDP está a vender a Naturgas em Espanha. "Não há nada no que diz respeito à Naturgas", declarou o gestor.

António Mexia garante que a EDP não tem em curso qualquer operação para a venda da Naturgas em Espanha. “Não há nada no que diz respeito à Naturgas”, declarou o presidente executivo da elétrica nacional. “A Portgas foi classificada como ativo para venda. Sobre a Naturgas não há nada”, frisou Mexia.

No mês passado, o jornal Expansión avançou que o fundo de infraestruturas do banco JPMorgan Chase estaria em negociações para adquirir parte ou a totalidade da Naturgas, uma sociedade do grupo EDP em Espanha e a segunda maior distribuidora de gás no país. A operação poderia ascender aos dois mil milhões de euros, tornando-se automaticamente no maior negócio do ano no setor energético.

Só que não há nada. “Neste momento não há nenhuma operação. Do ponto de vista de considerar ativos, estamos regularmente a fazer esse exercício. A única que está classificada para venda é a Portgas. Não há nenhuma operação a decorrer com a Naturgas”, explicou Mexia.

A EDP apresentou uma subida de 5% dos lucros para 961 milhões de euros em 2016. Foi um desempenho que ficou acima das estimativas dos analistas sondados pela Bloomberg, que apontava para um lucro a rondar os 935 milhões de euros.

A elétrica anunciou ainda o aumento do dividendo para 0,19 euros, ligeiramente acima da remuneração acionista esperada pelos investidores e da praticada nos últimos anos. Representa um payout de 72%.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Mexia: Naturgas não está à venda

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião