REN aumenta capital com novas ações a desconto de 25%

Gestora da rede vai aumentar o capital em 250 milhões de euros. Cada nova ação vai custar 1,877 euros, um desconto de 25% face ao fecho de sexta. Cerca de 30% do aumento garantido pelos acionista.

A REN RENE 0,41% vai aumentar o capital em 250 milhões de euros, tendo fixado cada nova ação ao preço de subscrição de 1,877 euros, o que representa um desconto de 25% face ao fecho da última sexta-feira. Cerca de 30% deste aumento está garantido pelos acionistas, informa a gestora da rede elétrica nacional. Operação vai financiar compra da EDP Gás.

“O preço de subscrição foi fixado em 1,877 euros por cada ação. O preço de subscrição representa um desconto de aproximadamente 25% face ao preço teórico ajustado ex-rights (theoretical ex-rights price) calculado com base no preço de fecho das ações REN na Euronext Lisbon em 10 de novembro de 2017″, adianta a empresa liderada por Rodrigo Costa em comunicado divulgado ao mercado.

A REN espera dar início a esta oferta “no mais breve prazo possível”, o que só acontecerá depois de a CMVM aprovar o respetivo prospeto e for publicado o aviso para o exercício dos direitos de subscrição.

A empresa diz ainda que já recebeu compromissos irrevogáveis de vários dos seus principais acionistas, representando “um total de aproximadamente 30% do atual capital, informando que irão exercer os seus direitos de preferência”. Entre os maiores acionistas da REN encontram-se companhia estatal chinesa State Grid (25%) e a Oman Oil (15%).

De resto, caso o aumento de capital não seja totalmente subscrito pelos acionistas, o sucesso da operação está assegurado pelo conjunto de bancos de investimento com os quais a REN celebrou um contrato de underwriting. São eles o Santander, CaixaBI e JPMorgan, que “acordaram efetuar declaração antecipada de subscrição, destinada à produção de efeitos no último dia do período de subscrição”.

Direitos custam 63 cêntimos

O banco Haitong calcula que o preço teórico das ações da REN após o aumento de capital seja de 2,5 euros e “por isso o preço da oferta tem um desconto de 25% e os direitos têm um valor teórico de 63 cêntimos por ação”. Considera que tem impacto neutro no título mas diz que o facto de 70% do aumento ainda não estar garantido junto dos acionistas “poderá colocar alguma sobrecarga de curto prazo nas ações”.

O dinheiro desta operação vai financiar a aquisição da EDP Gás, um negócio avaliado em 530 milhões de euros. Esta transação foi anunciada a 7 de abril deste ano e ficou concluída em setembro. A REN comprou a totalidade do capital social da EDP Gás e das suas subsidiárias, EDP Gás Distribuição e EDP Gás GPL. Já a comercialização de gás natural ficou de fora. A operação atribuiu à EDP Gás, que detém a concessão de distribuição de gás natural em 29 municípios do norte de Portugal, um enterprise value de 532,4 milhões de euros.

A EDP Gás detém a segunda maior rede de distribuição de gás em Portugal, com uma rede de 4.640 quilómetros, tendo atingido um EBITDA de 48,5 milhões de euros.

As ações da REN estão a deslizar 0,4% para 2,65 euros.

(Notícia atualizada às 9h54 com comentário do Haitong)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

REN aumenta capital com novas ações a desconto de 25%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião