Netflix “brinca” com a banca para promover “La Casa de Papel”. “Bancos com buracos de milhões? Não fomos nós”

A Netflix Portugal aproveitou o mediatismo em torno da divulgação da lista dos grandes devedores da banca para promover a nova temporada de "La Casa de Papel", que estreia esta sexta-feira.

A Netflix Portugal aproveitou mais uma semana de mediatismo em torno da banca portuguesa para promover a série espanhola La Casa de Papel, cuja nova temporada tem estreia marcada na plataforma a 19 de julho. Numa altura em que o país conhece a lista dos grandes devedores da banca, a empresa colou cartazes em Lisboa a negar responsabilidades: “Continua a desaparecer dinheiro dos bancos? Não fomos nós”, lê-se numa das versões da campanha.

A piada pode ser difícil de compreender para quem não acompanha a série. La Casa de Papel é uma saga espanhola cujo argumento [alerta: spoiler] tem como protagonistas um grupo de bandidos que decide assaltar a Casa Nacional da Moeda, com o objetivo de imprimir (e roubar) a máxima quantia de dinheiro com o apoio da opinião pública. Os assaltantes usam máscaras iguais às que a Netflix estampou bem no centro dos cartazes.

Dois exemplos da campanha da Netflix em Lisboa.ECO

Outras versões da campanha mostram frases como “Sacaram até ser preciso recapitalizar bancos? Não fomos nós” e “Mais bancos em baixa? Não fomos nós”. Esta não é a primeira vez que a Netflix Portugal “brinca” com assuntos mediáticos. Há poucas semanas, a empresa publicou um vídeo em que era reproduzido um suposto telefonema do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, para uma das personagens principais da série.

Os primeiros cartazes terão sido afixados esta segunda-feira. Já esta terça-feira, o Banco de Portugal (BdP) deverá divulgar a lista dos grandes devedores dos bancos que receberam apoios públicos nos últimos anos. A lista será anonimizada, mas permitirá cruzar os dados entre os vários bancos. Muitos desses créditos resultaram em perdas avultadas para o setor bancário nacional.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Netflix “brinca” com a banca para promover “La Casa de Papel”. “Bancos com buracos de milhões? Não fomos nós”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião