PLMJ na venda da primeira empresa em Portugal a obter licença para cultivo de canábis

  • ECO
  • 7 Agosto 2019

A PLMJ Advogados assessorou os acionistas particulares da Terra Verde na venda das suas participações ao Grupo EMMAC, uma multinacional que atua no setor do canábis para fins medicinais.

A PLMJ Advogados assessorou os acionistas particulares da Terra Verde na venda das suas participações ao Grupo EMMAC, uma multinacional que atua no setor do canábis para fins medicinais, anunciou a sociedade de advogados. A PLMJ colaborou com o escritório de advocacia internacional Taylor Wessing na venda daquela que foi a primeira empresa em Portugal a receber a autorização para o cultivo de canábis.

“A sócia de corporate M&A Maria João Ribeiro Mata coordenou a equipa PLMJ, composta pela associada Catarina Santinha, da área de corporate M&A, e por Dinis Tracana, associado sénior de fiscal”, lê-se no comunicado. Já a multinacional EMMAC foi assessorada pela Hill Dickinson, do Reino Unido, e pela Galhardo Vilão Torres, em Portugal, sendo esta a maior aquisição grupo já fez até à data.

Em causa está a venda daquela que é a primeira empresa em Portugal a obter a licença para o cultivo, importação e exportação de canábis sativa. A autorização foi dada em 2014 pela Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed) e publicada em Diário da República.

Sediada no Montijo, a empresa destina-se à produção e comercialização de produtos farmacêuticos e componentes naturais para a indústria farmacêutica a partir de plantas naturais.

Comentários ({{ total }})

PLMJ na venda da primeira empresa em Portugal a obter licença para cultivo de canábis

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião