Juiz Ivo Rosa deixa exclusividade no processo Operação Marquês

O juiz Ivo Rosa, que assumiu o processo Operação Marquês na fase de instrução, vai deixar de ter exclusividade, avançou a RTP. Decisão instrutória já tem data marcada.

O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal, Ivo Rosa, vai deixar de ter exclusividade no processo Operação Marquês, que coloca no banco dos arguidos o ex-primeiro-ministro José Sócrates. Segundo avançou a RTP, o processo já terá data para a decisão da instrução.

A fase de inquérito da Operação Marquês foi conduzida pelo juiz Carlos Alexandre, mas desde a fase de instrução que processo foi entregue a Ivo Rosa, assumindo este, desde então, a exclusividade. Segundo a RTP, Ivo Rosa fica assim com os processos das rendas excessivas da EDP, que está há cerca de oito anos em investigação e coloca entre os arguidos António Mexia e João Manso Neto, e o processo da “O Negativo”.

O Tribunal Central de Instrução Criminal tem apenas dois juízes em funções, Carlos Alexandre, há mais de 10 anos, e Ivo Rosa, desde 2015, que assumem todos os processos “mediáticos”.

O processo Operação Marquês investiga factos que tiveram lugar entre 2006 e 2015 e coloca entre os 28 arguidos o ex-primeiro-ministro socialista, José Sócrates. Segundo a acusação, deste processo ficou indiciado que os arguidos que exerciam funções públicas ou equiparadas, tendo em vista a obtenção de vantagens, agiram em violação dos deveres funcionais. Branqueamento de capitais e corrupção são alguns dos 188 crimes em causa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Juiz Ivo Rosa deixa exclusividade no processo Operação Marquês

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião