Acidente fatal com automóvel Tesla tira mais de 3% ao valor da empresa

Numa sessão negativa no mercado de capitais, a Tesla foi particularmente penalizada, depois do acidente fatal no Texas que vitimou duas pessoas que estariam a usar o sistema autónomo da empresa.

As bolsas norte-americanas deram um passo atrás esta segunda-feira, depois dos recordes registados na sessão anterior. Os investidores estão mais cautelosos, aguardando por sinais que antecipem a esperada recuperação económica nas apresentações de resultados trimestrais das empresas.

O S&P 500 caiu 0,57%, para 4.161,46 pontos, enquanto o industrial Dow Jones recuou 0,43%, para 34.052,88 pontos. O tecnológico Nasdaq destacou-se pela negativa, tendo perdido 1,05%, fechando a sessão a cotar em 13.904,44 pontos.

Foi uma sessão particularmente dura para as ações da Tesla. A fabricante automóvel desvalorizou 3,35%, para 715 dólares, no rescaldo de um aparatoso acidente no Texas, envolvendo um dos seus automóveis, que vitimou duas pessoas. De acordo com as autoridades, o carro estava em piloto automático quando se deu o acidente, uma tecnologia de autonomia na condução que é desenvolvida pela Tesla.

A recém-cotada corretora de criptomoedas Coinbase também perdeu valor, caindo 2,77%, para 332,52 dólares, depois de a bitcoin ter desvalorizado mais de 6% no fim de semana. A criptomoeda chegou a recuperar ligeiramente esta segunda-feira, mas está agora a cair 0,28%, para 56.017,6 dólares cada unidade.

Ainda na tecnologia, a fabricante de placas gráfica Nvidia cedeu 3,49%, enquanto a Amazon caiu 0,78% e o Facebook recuou 1,28%, no dia em que anunciou uma série de novidades na área do áudio, incluindo uma aplicação para concorrer com o popular serviço de salas de chat por voz Clubhouse.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Acidente fatal com automóvel Tesla tira mais de 3% ao valor da empresa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião