5 coisas que vão marcar o dia

O INE vai divulgar dados relativos ao turismo no ano passado, enquanto o grupo Stellantis vai anunciar novos projetos. Os investidores deverão ainda estar atentos à cotação euro face ao dólar.

Esta quinta-feira, o Instituto Nacional de Estatística (INE) vai divulgar dados relativos ao turismo no ano passado, enquanto o grupo Stellantis vai anunciar novos projetos, no dia em que a fábrica em Mangualde celebra 60 anos. Os investidores deverão estar ainda atentos à cotação do euro face ao dólar, bem como à cotação do petróleo nos mercados internacionais.

Como evoluiu o turismo em 2021?

O Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga os dados relativos ao turismo referentes a 2021. Depois de o colapso da atividade turística no primeiro ano da pandemia ter explicado três quartos da queda histórica de 7,6% do PIB em 2020, o turismo contribuiu “em pouco mais de um terço para a recuperação em 2021”, ano em que a riqueza criada no país cresceu quase 5%, segundo estimativa preliminar da Conta Satélite do Turismo para 2021 divulgada pelo gabinete de estatísticas.

Fábrica da Stellantis celebra 60 anos e anuncia novos projetos

Esta quinta-feira assinalam-se os 60 anos da inauguração da fábrica da Stellantis em Mangualde. Para comemorar a data, a gigante automóvel vai realizar uma visita à fábrica onde anunciará novidades para garantir a sua continuidade no destino de Viseu. A visita contará com a presença do Presidente da República e do presidente executivo do grupo Stellantis, Carlos Tavares.

Pedro Nuno Santos retoma agenda pública após polémica do despacho

O ministro da Infraestrutura e da Habitação vai retomar a agenda pública esta quinta-feira, após a polémica em torno da revogação do despacho sobre a solução aeroportuária para a região de Lisboa. Pedro Nuno Santos vai marcar presença na cerimónia de assinatura do Auto de Consignação da empreitada do IC35 entre Penafiel e Rans e deverá ser confrontado pelos jornalistas sobre a polémica.

Euro atinge a paridade face ao dólar?

Esta quinta-feira, os analistas deverão estar atentos à cotação do euro face ao dólar. Com a economia europeia a encaminhar-se para uma recessão, penalizada pela subida dos preços da energia, a moeda europeia tem estado sob pressão e está cada vez mais perto de atingir a paridade contra a moeda norte-americana. Na quarta-feira, o euro transacionou abaixo da fasquia dos 1,02 dólares, pela primeira vez desde 2002.

Petróleo mantém-se abaixo dos 100 dólares?

Os analistas deverão estar ainda atentos às cotações de petróleo nos mercados internacionais. Depois de uma queda de mais de 9% na terça-feira, o brent, que serve de referência para as importações nacionais, continuou a acentuar as perdas na sessão de ontem, tendo cotado abaixo dos 100 dólares, algo que não acontecia desde 25 de abril. Se esta queda se prolongar até ao final da semana poderá ditar uma descida dos preços dos combustíveis em Portugal pela quarta semana consecutiva.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

5 coisas que vão marcar o dia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião