EUA: As dez empresas com mais dinheiro fora… dos EUA

As empresas norte-americanas têm dois biliões de dólares fora dos Estados Unidos, mas não os repatriam para evitarem severos impostos. Conheça as dez maiores fortunas não repatriadas em 2016.

Algumas das maiores empresas norte-americanas, que também estão entre as maiores do mundo, têm reservas megalómanas de dinheiro. São anos e anos de lucros que resultam numa margem financeira bastante generosa. Porém, estes lucros não são apenas gerados nos Estados Unidos. Aliás, a maior parte deles é conseguida fora do país — e por lá ficam.

Mas isso não acontece por mau patriotismo. Até porque, provavelmente, a vontade de muitas destas empresas seria trazer todo ou grande parte do dinheiro para o país onde têm a sede. Acontece que a maior economia do mundo é também aquela onde os impostos para repatriar estes fundos são maiores. E muitas preferem ter os dólares lá fora do que não os ter de todo.

Segundo a Business Insider, as empresas norte-americanas têm mais de dois biliões de dólares em lucros situados fora do país. Isso poderá mudar muito em breve, se o presidente Donald Trump conseguir levar avante a reforma fiscal que está a planear. As medidas incluem uma grande descida dos impostos para incentivar as empresas a repatriarem o dinheiro que têm no estrangeiro. A taxa pode cair de 35% para apenas 15%.

E que empresas são essas? Nas imagens abaixo, descubra as dez empresas que mais dinheiro reportaram ter fora dos Estados Unidos em 2016, de acordo com uma tabela publicada pela Business Insider. São tecnológicas, bancos, farmacêuticas e uma petrolífera. Conheça-as.

1. Microsoft: 124 mil milhões de dólares

Em 2016, a Microsoft era a empresa norte-americana com mais dinheiro fora dos Estados Unidos: 124 mil milhões de dólares.

2. Apple: 109,8 mil milhões de dólares

A fabricante do iPhone garante o segundo lugar no pódio dos fundos não repatriados, com 109,8 mil milhões de dólares fora dos Estados Unidos em 2016.

3. Pfizer: 86 mil milhões de dólares

Em 2016, a farmacêutica Pfizer detinha 86 mil milhões de dólares fora dos Estados Unidos.

4. General Electric: 82 mil milhões de dólares

Em quarto lugar da tabela está a General Electric. Em 2016, contava com 82 mil milhões de dólares fora do país, mas o valor tem vindo a diminuir.

5. IBM: 71,4 mil milhões de dólares

Os cofres da IBM fora dos Estados Unidos tinham 71,4 mil milhões de dólares em 2016.

6. Johnson & Johnson: 66,2 mil milhões de dólares

Com sede no estado de New Jersey, a Johnson & Johnson garantia 66,2 mil milhões de dólares não repatriados em 2016.

7. Cisco Systems: 65,6 mil milhões de dólares

Em 2016, a tecnológica Cisco Systems revelou ter 65,6 mil milhões de dólares não repatriados.

8. Merck: 63,1 mil milhões de dólares

A Merck é a segunda farmacêutica da lista e contava com 63,1 mil milhões de dólares fora dos Estados Unidos em 2016.

9. Alphabet: 60,7 mil milhões de dólares

A Alphabet, dona da Google, só aparece em nono lugar da lista, com 60,7 mil milhões de dólares fora do país.

10. Exxon Mobil: 54 mil milhões de dólares

A Exxon Mobil finaliza a lista das dez maiores empresas norte-americanas com fortunas fora do país natal. A companhia petrolífera deixou 54 mil milhões de dólares no estrangeiro em 2016.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EUA: As dez empresas com mais dinheiro fora… dos EUA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião