EY quer descobrir o que motiva os trabalhadores portugueses

O estudo "EY - Motivação, de geração em geração!" quer auscultar a população ativa em Portugal e perceber aquilo que motiva e o que é mais atrativo em determinado setor de atividade.

A consultora EY Portugal, em parceria com a Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC), lançou um questionário online de 50 perguntas para o estudo “Motivação, de geração em geração!”, para perceber o que motiva as diferentes gerações no mercado de trabalho e os fatores atrativos em cada setor de atividade e por região. Estes dados poderão ajudar as empresas a entender melhor o futuro talento e a adaptar as técnicas de atração e retenção de talento nas organizações. O questionário é aberto a todos, anónimo, e pode ser preenchido online no site oficial da consultora.

No questionário que dura alguns minutos, os participantes terão de ordenar por grau de importância alguns temas relacionados com a sua experiência de trabalho, tais como a autonomia, os benefícios, os desafios, a dimensão da empresa, o ambiente de trabalho, a estabilidade, o reconhecimento profissional ou o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional.

Estudar as diferentes gerações de população ativa em Portugal tem permitido traçar perfis e fazer previsões. Num estudo da consultora Hays sobre os millennials (geração nascida entre os anos 80 e os 2000), chegou-se à conclusão de que estes jovens profissionais consideram que as suas conquistas não são valorizadas dentro da empresa e acreditam que as chefias não têm competências interpessoais necessárias para desenvolver a sua função.

Outros estudos revelam ainda que os millennials têm hoje, nas empresas, regalias que outras gerações anteriores não tiveram, tais como licenças remuneradas para quem é dono de animais, cobertura de custos do congelamento de óvulos ou programas de pagamento de empréstimos a estudantes por parte dos empregadores. Em Portugal, já formações para as empresas conseguirem atrair e reter jovens profissionais desta geração.

A mesma consultora assegura que a geração Z, nascida entre 1995 e 2012 e considerada a geração dos “nativos digitais”, é a menos interessada em mudar de empresa e em sair do país nos próximos anos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EY quer descobrir o que motiva os trabalhadores portugueses

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião