Confinamento adia exames nacionais para julho e setembro. Aulas vão até 8 de julho

  • ECO
  • 12 Fevereiro 2021

Os exames nacionais da primeira fase serão em julho e os da segunda fase em setembro. Já as provas de aferição de Educação Física e de Expressões Artísticas foram canceladas.

Os exames nacionais vão ser adiados, afirmou esta sexta-feira o ministro da Educação em entrevista à Rádio Renascença. Mais precisamente, os exames da primeira fase realizar-se-ão em julho (normalmente época de segunda fase) e os da segunda fase em setembro, devido às alterações ao calendário escolar provocadas pelo encerramento das escolas no novo confinamento, iniciado em janeiro. As aulas vão, em alguns casos, até 8 de julho.

Segundo o novo calendário escolar, divulgado esta sexta-feira, a primeira fase dos exames nacionais irá ocorrer entre 2 e 16 de julho, com afixação dos resultados a 2 de agosto. A segunda fase irá realizar-se entre 1 e 7 de setembro, com afixação dos resultados 16 do mesmo mês. Com esta alteração, também as candidaturas ao ensino superior poderão sofrer mudanças, como em 2020, mas tal será divulgado posteriormente pela Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior.

as provas finais do 9º ano serão de 28 de junho a 2 de julho (primeira fase), com afixação de resultados a 19 de julho, ou de 21 a 23 de julho (segunda fase), com afixação de resultados a 3 de agosto.

Adicionalmente, as provas de aferição de Educação Física e de Expressões Artísticas foram canceladas, avançou Tiago Brandão Rodrigues. As restantes provas de aferição do 2º, 5º e 8º anos irão realizar-se entre 14 e 21 de junho e a componente oral da prova de inglês do 5º ano será realizada entre 27 de maio e 9 de junho.

Aulas até 8 de julho

O novo calendário confirma a não interrupção letiva no Carnaval e a redução das férias da Páscoa, que será apenas entre 29 de março e 1 de abril. O final do terceiro período está marcado para 18 de junho (9º, 11º e 12º), 23 de junho (7º, 8º e 10º) e 8 de julho (pré-escolar, 1º e 2º ciclo).

No mesmo programa, o ministro referiu que chegam mais 15 mil computadores às escolas na próxima semana. Dos 335 mil computadores prometidos até ao final do segundo período, 100 mil já foram “completamente distribuídos”, disse.

(Notícia atualizada às 12h57)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Confinamento adia exames nacionais para julho e setembro. Aulas vão até 8 de julho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião