EDP junta-se ao mega projeto da Cepsa para o hidrogénio verde

  • ECO
  • 30 Janeiro 2023

A EDP juntou-se ao mega plano da Cepsa para a produção de hidrogénio verde no sul de Espanha. O acordo foi assinado por Stilwell d'Andrade em Davos, na Suíça.

Miguel Stilwell d’Andrade e Maarten Wetselaar: CEO da EDP e Cepsa fecharam acordo para produzir hidrogénio no Sul de Espanha em Davos, Suíça.DR EDP

A EDP EDP 0,73% assinou um acordo com a Cepsa para integrar um projeto de grande escala de produção de hidrogénio verde na baía de Algeciras, na região espanhola da Andaluzia, avança o Expansión (acesso pago, conteúdo em espanhol), citando fontes do setor.

Segundo o jornal espanhol, o acordo foi assinado pelo CEO da elétrica portuguesa, Miguel Stilwell d’Andrade, e o conselheiro delegado da Cepsa, Maarten Wetselaar, durante um encontro entre ambos na cidade suíça de Davos, enquanto participavam no Fórum Económico Mundial.

Em comunicado, a EDP confirmou o negócio, com uma fotografia entre os dois líderes com a neve suíça como pano de fundo. “Este acordo com a Cepsa é um importante marco para a reconversão da central térmica da EDP em Los Barrios e para promover a descarbonização industrial através do hidrogénio verde, sendo mais um passo para reforçar a independência energética na Europa”, disse Stilwell d’Andrade, citado no comunicado da companhia portuguesa.

Em dezembro, numa sessão em que participou o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, a Cepsa anunciou um mega projeto na Andaluzia no valor de cinco mil milhões de euros para produzir hidrogénio. Segundo o Expansión, o projeto eclipsa as iniciativas que foram anunciadas até ao momento por parte da Iberdrola, Repsol, Acciona, BP ou Totalenergies.

O projeto, batizado como “Vale Andaluz de Hidrogénio Verde”, para desenvolver até 1 GW, contempla investimentos milionários nas refinarias da Cepsa na Andaluzia para convertê-las no maior centro de produção de hidrogénio na Europa. Em causa estão as instalações das refinarias de San Roque, em Cádiz, e de La Rábida, perto de Huelva.

De acordo com a Reuters, o acordo inclui ainda o fornecimento de eletricidade de origem renovável e ainda uma possível cooperação para a produção de combustíveis marítimos sustentáveis.

Segundo a Cepsa, este é o “maior projeto de hidrogénio verde Europa, com capacidade de 2.000 megawatts e produção de até 300 mil toneladas”.

Do lado da Cepsa vê-se este tipo de alianças como fundamentais para acelerar a transição energética. “É preciso procurar aliados e sinergias que nos permitam avançar neste processo de maneira ágil e competitiva”, disse Maarten Wetselaar numa entrevista ao Expansión.

Com este mega projeto, a Cepsa pretende controlar 50% da produção de hidrogénio verde que o Governo espanhol projeta para toda a Espanha em 2030. Dos cinco mil milhões de euros de investimento, três mil milhões serão destinados a adaptar as refinarias da Cepsa, e outros dois mil milhões de euros irão financiar a construção unidades de produção de energia eólica e fotovoltaica, para alimentar as fábricas de hidrogénio.

(Notícia atualizada às 10h00 com mais informação)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

EDP junta-se ao mega projeto da Cepsa para o hidrogénio verde

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião