Bloomberg: EDP vai recomendar rejeição da OPA da China Three Gorges

A EDP acha que a contrapartida de 3,26 euros no âmbito da oferta pública de aquisição (OPA) lançada pelos chineses é demasiado baixa e subvaloriza a elétrica. Deverá recomendar a rejeição da proposta.

A EDP EDP 0,00% deverá recomendar aos acionistas que rejeitem a oferta pública de aquisição (OPA) lançada pelos chineses da China Three Gorges. O argumento é o de que a contrapartida de 3,26 euros é demasiado baixa e subvaloriza a elétrica, avançou esta segunda-feira a Bloomberg (acesso condicionado).

De acordo com a agência, o Conselho de Administração da EDP deverá reunir esta semana, com a proposta chinesa em cima da mesa. A empresa liderada por António Mexia estará ainda a trabalhar com o banco UBS num plano de defesa. Contactadas pela Bloomberg, tanto a EDP como o UBS não quiseram comentar estas informações.

Esta sexta-feira, a China Three Gorges, que é controlada pelo Estado chinês, lançou uma OPA sobre a totalidade do capital da maior empresa de energia em Portugal, onde já detém uma posição de 23,27%. A informação, enviada à CMVM, veio confirmar uma notícia inicialmente avançada pelo Expresso. Contando ainda com a CNIC Co., que também é detida pelo Estado chinês, a República Popular da China já é dona de 28,25% da companhia.

O preço de 3,26 euros por ação, que já foi considerado baixo por analistas e investidores, representa um prémio de 4,8% face à cotação de fecho da última sexta-feira. Como condição de sucesso desta oferta está a compra de 50% do capital da EDP, mais uma ação, participação que permitirá aos chineses controlarem a empresa. O negócio depende ainda da aprovação regulatória em nove países.

A notícia da OPA tem puxado pelo valor das ações da EDP esta segunda-feira, o primeiro dia em que os investidores puderam negociar já com a informação da proposta dos chineses. As ações deram o maior pulo da década. A meia hora do fecho da sessão, os títulos avançam 10,71% face à cotação de sexta-feira, valendo agora 3,443 euros, acima da contrapartida oferecida pela China Three Gorges.

Importa recordar que a empresa chinesa lançou também uma OPA obrigatória sobre a EDP Renováveis EDPR 0,00% , a empresa de “energia limpa” que é controlada em 82,6% pela EDP. A China Three Gorges oferece 7,33 euros por cada ação da companhia liderada por João Manso Neto, um valor inferior à cotação da última sexta-feira. Perto da hora de fecho da sessão desta segunda-feira, as ações da EDP Renováveis valem 8,03%, uma subida de 2,36%.

A China Three Gorges tem vindo a fazer apostas significativas no mercado energético, com empreendimentos dentro da própria China. A proposta lançada sobre a portuguesa EDP, a ter sucesso, permitiria à companhia chinesa aceder a novos mercados na Europa, mas também nos Estados Unidos e no Brasil.

(Notícia atualizada pela última vez às 16h16)

Cotação das ações da EDP na bolsa de Lisboa

Comentários ({{ total }})

Bloomberg: EDP vai recomendar rejeição da OPA da China Three Gorges

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião