Preço dos alimentos pode aumentar até 10%

  • ECO
  • 17 Junho 2021

Algumas colheitas já o sentiram, por exemplo o trigo mole (base da farinha) subiu mais de 30% desde o final de 2019. Já na próxima colheita de milho, em novembro, o preço deverá subir 45% face a 2020.

O aumento do preço das matérias-primas está a afetar vários setores. O mesmo para a indústria agroalimentar onde produtores e associações têm a certeza que o preço dos alimentos vai aumentar nos próximos meses, revela o Jornal de Negócios (acesso pago).

“A verdade é que, no último ano, temos estado a trabalhar num cenário de grande instabilidade provocado pelos impactos diretos da pandemia”, explica Jorge Tomás Henriques, presidente da Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares. Atrasos na produção, menos recursos humanos, demora nas entregas, transportes mais caros, tudo provocado pela Covid-19. Mas a pandemia não explica tudo, os “fenómenos naturais”, a greve de trabalhadores na Argentina ou até a estratégia comercial da China afetam a produção de matérias-primas o que destabiliza o mercado.

Algumas colheitas já o sentiram, por exemplo o trigo mole (base da farinha) subiu mais de 30% desde o final de 2019. Já na próxima colheita de milho, em novembro, o preço deverá subir 45% face a 2020. “A manter-se o cenário atual os preços deverão subir entre 5% e 10% à semelhança do que já se passa nos Estados Unidos” previu José Romão Braz, presidente Associação Portuguesa do Industriais de Alimentos Compostos para Animais.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Preço dos alimentos pode aumentar até 10%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião