Mudanças na lei laboral

O Governo já anunciou que vai mexer na legislação, nomeadamente no sentido de combater a segmentação do mercado de trabalho. Os partidos mais à esquerda já apresentaram o caderno de encargos, que vai muito além da diferenciação da TSU para contratos a termo certo e sem termo. Os patrões reclamam estabilidade na legislação laboral e alguns sindicatos pedem a reversão de todas as medidas do tempo da troika. Está lançado do debate.

Ana Mendes Godinho, em declarações ao ECO, responde aos patrões que criticaram as propostas do Governo para mudar o Código do Trabalho.

Foi em maio que o país acordou para os casos de Odemira ou de Torres Vedras, onde imigrantes viviam em condições desumanas. Para tentar evitar novos casos, o Governo vai mudar a lei do trabalho.