Oi despede-se da Oi Móvel este mês

Operadora brasileira concluirá venda da Oi Móvel ao consórcio da Telefónica, Tim e Claro em 20 de abril, pelo equivalente a 3,25 milhões de euros. Depois, avança com recompra de dívida.

A operadora brasileira Oi planeia concluir a venda da Oi Móvel ao consórcio da Telefónica, Tim e Claro em 20 de abril, de acordo com informação divulgada ao mercado.

A empresa informou que estão reunidas todas as condições para o encerramento do negócio, avaliado em 16,5 mil milhões de reais, o equivalente a 3,25 milhões de euros, aproximadamente.

Este é um dos passos importantes do plano de recuperação a que a empresa está sujeita há vários anos. A Oi conta com a portuguesa Pharol entre os principais acionistas.

Com esta operação, a Oi deu também início a uma oferta pública de aquisição de todos os títulos de dívida com garantia sénior que vencem em 2026, segundo a Reuters.

A recompra, no montante de 880 milhões de dólares (811 milhões de euros), está condicionada à conclusão da venda da Oi Móvel.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Oi despede-se da Oi Móvel este mês

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião