Correspondente da CMS Rui Pena & Arnaut chega a Angola

  • ECO
  • 18 Maio 2017

A equipa do FTL Advogados é liderada pela sócia fundadora. Filipa Tavares Lima afirma que esta aposta "vem responder às exigências que o crescimento de Angola trouxe".

O FTL Advogados, correspondente da CMS Rui Pena & Arnaut, inaugurou um escritório em Luanda. Filipa Tavares Lima, sócia fundadora, afirma que a aposta em Angola vem responder ao crescimento na região.

Para Filipa Tavares Lima, o FTL Advogados “vem responder às exigências que o crescimento de Angola trouxe, através da modernização dos serviços jurídicos a clientes nacionais e internacionais”.

"A nossa presença nos últimos anos em Angola veio reforçar a necessidade da criação desta nova parceria de modo a assegurar uma prestação de serviços mais ampla e alargada, quer para os nossos clientes, quer para toda a CMS, dada a importância de Angola no contexto internacional.”

José Luís Arnaut

Managing partner da CMS Rui Pena & Arnaut

José Luís Arnaut, managing partner da CMS Rui Pena & Arnaut, afirma que a “parceria com o FTL Advogados responde a uma necessidade do escritório de Portugal mas também da CMS internacional”. “A nossa presença nos últimos anos em Angola veio reforçar a necessidade da criação desta nova parceria de modo a assegurar uma prestação de serviços mais ampla e alargada, quer para os nossos clientes, quer para toda a CMS, dada a importância de Angola no contexto internacional”, conclui.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Correspondente da CMS Rui Pena & Arnaut chega a Angola

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião