MP investiga antiga PT por gestão danosa

  • ECO
  • 16 Agosto 2017

Todas as decisões do acionistas e gestores desde meados da década passada até à decisão de vender a PT à Altice está sob escrutínio da justiça.

O Ministério Público está a investigar os gestores e as decisões relativas à antiga administração da Portugal Telecom (PT) por suspeitas de gestão danosa. Em causa estará sobretudo o investimento de cerca de 900 milhões de euros em papel comercial da Rioforte, o braço não financeiro do Grupo Espírito Santo, e ainda o processo de fusão com a operadora brasileira Oi.

A notícia foi avançada e confirmada pelo jornal Público (acesso condicionado) junto da Procuradoria-Geral da República (PGR), apontando para que todas as decisões do acionistas e gestores desde meados da década passada até à decisão de vender a PT à Altice está sob escrutínio da justiça.

De fora do inquérito fica a venda da PT à francesa Altice, que se efetivou em junho de 2015. “Não é objeto de investigação neste momento”, afirmou a fonte oficial da PGR.

O Público relata a história da investigação sobre “a maior destruição de valor de que há memória na história empresarial portuguesa”, incluindo as relações de poder com os antigos acionistas da PT — entre os quais Ricardo Salgado (antigo presidente executivo do BES) e a Ongoing — com o mundo político e de que forma as investigações judiciais no Brasil ajudaram a revelar pistas sobre o caso.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

MP investiga antiga PT por gestão danosa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião