Altice vai levar tecnologia da Meo aos Estados Unidos e Europa

O grupo de Patrick Drahi reforçou a parceria com a empresa georgiana Arris International. O objetivo é levar o 4K das boxes de televisão da Meo a outros mercados nos Estados Unidos e na Europa.

A Altice reforçou a parceria com a Arris International, uma fabricante de equipamento para telecomunicações sedeada na Geórgia. O objetivo é levar a tecnologia da televisão da PT/Meo a outros mercados nos Estados Unidos e na Europa, um processo que deverá arrancar já no próximo ano. A informação foi avançada pelas empresas num comunicado.

A intenção é “juntar a experiência em vídeo da Arris com a visão da Altice em levar entretenimento da nova geração aos clientes por todo o mundo”. A tecnologia em causa tem vindo a ser desenvolvida por ambas as empresas para possibilitar a qualidade de imagem 4K nas “boxes” de televisão que, atualmente, fazem parte de alguns pacotes com televisão da operadora em Portugal.

A Altice e a Arris já têm um historial de colaboração, nomeadamente no desenvolvimento dessa tecnologia e na instalação de um router avançado da empresa georgiana em França, Estados Unidos e República Dominicana, possibilitando acessos à internet com velocidades superiores.

No comunicado, Bruno Zebib, diretor de tecnologia do grupo Altice, explica: “Expandimos a nossa parceria estratégica com a Arris para corresponder à visão que temos do entretenimento do amanhã. À medida que a Altice continua a crescer e a potenciar serviços de nova geração para os nossos subscritores em todo o mundo, estamos a alavancar a experiência da Arris na evolução das boxes para ir ao encontro da procura por experiências de visualização de alta qualidade.”

Da parte da Arris, Larry Robinson, presidente executivo, diz: “As boxes 4K que estamos a desenvolver com a Altice mostram a evolução do vídeo e vão permitir oferecer excitantes serviços aos milhões de clientes da Altice nos Estados Unidos e na Europa.”

O polo de desenvolvimento tecnológico da Altice é em Portugal, mais propriamente no Altice Labs Aveiro. Na semana passada, a PT Portugal apresentou um ponto de acesso à internet com tecnologia portuguesa que permite velocidades de download próximas do gigabit por segundo, teoricamente cem vezes superior às velocidades atuais. Desde logo, a empresa expressou a intenção de levar essa tecnologia aos Estados Unidos e a outros mercados.

Esta parceria é reforçada num período crítico para o grupo Altice, liderado por Patrick Drahi. Apesar de acumular uma dívida avultada, o grupo está em processo de expansão para se tornar num player de convergência entre tecnologia, telecomunicações, media e conteúdos. Em Portugal, depois da compra da PT/Meo à Oi, o grupo está prestes a fechar a aquisição da Media Capital, dona da TVI, aos espanhóis da Prisa, num negócio que deverá ascender os 400 milhões de euros. A compra ainda está sujeita à aprovação dos reguladores.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Altice vai levar tecnologia da Meo aos Estados Unidos e Europa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião