Moedas quer travar algumas das obras da linha circular do metro de Lisboa

  • ECO
  • 14 Novembro 2021

"Ainda conseguimos resolver o problema do transbordo no Campo Grande", acredita Carlos Moedas. Autarca quer mudar algumas das obras prevista para a linha circular do metro de Lisboa.

O presidente da Câmara de Lisboa quer travar algumas das obras previstas no âmbito da construção da linha circular no metro da capital. Segundo avança, este domingo, o Correio da Manhã (acesso pago), Carlos Moedas já começou a reunir com o presidente do metropolitano para ver se ainda consegue parar os avanços de algumas das intervenções na rede.

Não quero dizer com isto que vamos conseguir mudar tudo, já que estamos a meio do caminho, mas ainda conseguimos resolver o problema do transbordo no Campo Grande, que afeta a vida de muitas pessoas que vivem em Odivelas e em Telheiras, e que a manter-se a linha circular, deixarão de ter acesso direto ao centro da cidade”, disse o autarca, em entrevista ao jornal, garantindo que essas “soluções” não terão custos acrescidos.

De notar que Carlos Moedas é defensor de uma linha de metro em laço, o que permitiria, defende, manter a periferia ligada ao centro da cidade. Outra das situações que o autarca de Lisboa quer rever diz respeito à Estrela. Nesse caso, Moedas considera que se poderia estender a rede para Alcântara.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Moedas quer travar algumas das obras da linha circular do metro de Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião