RTP lucra 130 mil euros em 2017. Portugueses contribuíram mais

  • ECO
  • 18 Junho 2018

A estação pública de rádio e televisão fechou 2017 com um lucro marginal de 130 mil euros, caminhando em direção a prejuízos neste ano de 2018. Portugueses contribuíram com mais 7,8 milhões.

A RTP fechou o ano de 2017 com um lucro marginal de 130 mil euros, apurou o Correio da Manhã, confirmando uma notícia avançada em exclusivo pelo ECO no passado mês de maio. Tendo em conta os números avançados pelo jornal, o resultado líquido positivo de 2017 sofre assim uma queda de 92% face às contas de 2016. A esmagadora maioria das receitas tem origem na Contribuição Audiovisual paga pelos portugueses na fatura da eletricidade.

Segundo o Correio da Manhã, a RTP fechou o ano de 2017 com um lucro de 130 mil euros, um valor que compara com o lucro de 1,64 milhões de euros registados no ano anterior. Mas enquanto o resultado líquido caiu 92%, as receitas evoluíram em sentido inverso, aumentando 858 mil euros para 216 milhões de euros.

A Contribuição Audiovisual representou, em 2017, uma receita de 176,4 milhões de euros para a empresa pública presidida por Gonçalo Reis, ou seja, quase 82% do total. Em 2017, os portugueses contribuíram para a RTP com mais 7,8 milhões de euros do que em 2016. No entanto, segundo o jornal, todas as outras fontes de receita sofreram quebras. Nomeadamente a publicidade, que gerou 18,4 milhões de euros para a RTP, menos 1,6 milhões do que em 2016.

Quanto a despesas, os gastos operacionais da estação pública de rádio e televisão totalizaram 204,7 milhões de euros, um acréscimo de 269 mil euros face a 2016, indicam os dados obtidos pelo Correio da Manhã. Só na compra de programas e conteúdos, a RTP investiu 81,5 milhões de euros, que é menos 7,5 milhões do que no ano anterior. Os gastos com pessoal aumentaram 3,3 milhões de euros para 77,2 milhões de euros. A empresa fechou ainda o ano com uma dívida bancária líquida de 99,9 milhões de euros, mais 658 mil euros do que em 2016.

A RTP caminha agora em direção a prejuízos neste ano de 2018, como o ECO avançou em exclusivo no passado dia 13 de maio. Em causa, um aumento de capital que a empresa reclama junto do Ministério das Finanças, no valor de 16,29 milhões de euros, mas que ainda não terá sido aprovado, bem como uma série de fatores extraordinários este ano. São eles a organização do festival Eurovisão e a transmissão do Mundial, mas também o programa de regularização dos precários do Estado, o que vai levar a RTP a ter de regularizar a situação de alguns trabalhadores, o que deverá refletir-se nas despesas com pessoal este ano.

Apesar de tudo, a empresa está a fazer uma gestão apertada do orçamento no decorrer de 2018. E os investimentos avultados têm vindo a refletir-se nas audiências. Enquanto o Mundial só arrancou na semana passada, a RTP conseguiu chegar a 1,482 milhões de telespetadores com a transmissão da final da Eurovisão em maio.

Comentários ({{ total }})

RTP lucra 130 mil euros em 2017. Portugueses contribuíram mais

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião