Hackers atacam governo, bancos e empresas na Ucrânia

Governo, bancos e grandes empresas na Ucrânia estão a ser alvo de um novo ataque informático. "Vírus desconhecido" afeta operações dos bancos. Computadores dos ministros também foram visados.

Vários bancos e grandes empresas na Ucrânia, incluindo uma companhia elétrica estatal e o aeroporto internacional de Kiev, entre outros serviços públicos, estão a ser alvo de um ataque informático por via de uma “vírus desconhecido”, numa nova onda de ciberataques a atingir setores económicos de um país. Também o Governo está a ser afetado.

De acordo com o banco central ucraniano, “como resultado destes ataques informáticos, estes bancos estão a experienciar dificuldades nos seus serviços de clientes e operações bancárias“, sem referenciar o nome dos bancos afetados. A notícia está a ser avançada pela Reuters.

“O banco central acredita que a infraestrutura de defesa dos bancos contra fraudes informáticas estão preparadas e as tentativas de ataques nos sistemas de IT serão neutralizadas”, referiu o banco central.

Como consequência destes ataques, o vice primeiro ministro Pavlo Rozenko adiantou no Facebook que todos os computadores do conselho de ministros foram bloqueados, surgindo com uma mensagem em inglês com o aviso de que deveriam ser encerrados sob pena de toda a informação ser apagada.

O Oshadbank, um dos maiores bancos ucranianos, adiantou que alguns dos seus serviços foram afetados pela “ataque de hacking“, tendo garantido que os dados pessoais dos clientes estão seguros.

Também o distribuidor de energia estatal Ukrenegro informou que o seu sistema de IT foi afetado por este ataque, sem causar, ainda assim, distúrbios no fornecimento e distribuição de energia ou nas suas operações no exterior.

Nos anteriores ataques informáticos, incluindo a uma gestora da rede elétrica, Kiev culpou a Rússia pelos incidentes que deixaram parte do país temporariamente sem eletricidade. A Rússia negou ter participado em qualquer ataque.

(Notícia atualizada às 14h57)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Hackers atacam governo, bancos e empresas na Ucrânia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião