Bolsa cai 1% pressionada pelo BCP e EDP Renováveis

Lisboa e principais praças europeias corrigiram em baixa depois dos bons desempenhos nos últimos dois dias. BCP, EDP Renováveis e Galp penalizaram sessão em Lisboa.

A bolsa nacional caiu quase 1% na sessão desta quarta-feira, corrigindo em forte baixa depois dos ganhos acentuados nas últimas duas sessões. O PSI-20 foi sobretudo penalizado pelo BCP, EDP Renováveis e Galp.

O principal índice português cedeu 0,97% para 5.513,40 pontos, num dia que também foi de correção na Europa, onde o Stoxx 600 cedeu quase 0,5% e as praças de Frankfurt e Paris recuaram 0,8% e 0,7%, respetivamente.

“Os mercados acionistas estiveram em baixa depois de fortes sessões na segunda e terça-feira, um sinal de que os investidores continuam cautelosos apesar dos dados encorajadores em relação à nova variante”, disse Craig Erlam, analista da Oanda.

Apenas quatro cotadas tiveram desempenhos positivos na sessão lisboeta, com a Navigator em destaque: a papeleira ganhou mais de 1% para 3,266 euros.

Outras 14 ações fecharam em baixa, com a tecnológica Novabase a cair mais de 3% no pior registo em Lisboa.

Foram os pesos pesados a ditarem o fecho negativo: as ações do BCP cederam 2,44% para 0,1441 euros e, no setor energético, a EDP Renováveis caiu 1,71%, a Galp caiu 1,53% e a Greenvolt perdeu 1,09%. A Jerónimo Martins e a EDP caíram 0,68% e 0,58%, respetivamente.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bolsa cai 1% pressionada pelo BCP e EDP Renováveis

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião