Inspeção do trabalho voltou à PT Portugal

A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) realizou esta terça-feira uma inspeção em instalações da PT Portugal, incluindo Lisboa. Em causa estarão as queixas de assédio moral e pressão.

A PT Portugal foi, esta terça-feira, alvo de inspeção da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), avançou o Expresso [acesso condicionado]. O jornal indica que dez inspetores estiveram nas instalações da empresa em Lisboa, mas a operação estendeu-se também a outras localizações. As instalações do Porto não terão sido abrangidas pela inspeção, apurou o ECO.

Em causa, refere o jornal, estarão as queixas de que, alegadamente, centenas de trabalhadores estarão sem funções atribuídas e no quadro de mobilidade, muitos deles na calha para sair da empresa. Há ainda queixas por alegado assédio moral e mobbing, isto é, pressão psicológica e social no trabalho. A PT Portugal confirmou ao ECO a presença da ACT mas escusou-se a fazer quaisquer comentários sobre o assunto.

Jorge Félix, presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Grupo Portugal Telecom (STPT), confirmou estas informações ao ECO, avançando que o raide terá decorrido também em Braga, Beja e Caldas da Rainha, entre outras localizações. O sindicato já tinha concluído haverem “indícios” que apontavam para a veracidade das queixas, referiu.

Já em fevereiro, o Expresso adiantou que desde que a PT Portugal foi comprada pela Altice, mais de 1.000 pessoas já mudaram de funções ou de local de trabalho.

Esta não foi a primeira vez que a ACT visitou a PT Portugal, na sequência das queixas dos trabalhadores — mas, desta vez, pelo menos os sedeados em Lisboa terão sido ouvidos de forma individual. A empresa já terá sido alvo de coimas por parte daquele organismo.

(Notícia atualizada às 19h48 com reação da PT Portugal.)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Inspeção do trabalho voltou à PT Portugal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião